quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Pegadas 2009


É com alegria que pelo segundo ano consecutivo a Juventude Feminina e Masculina de Schoenstatt se junta aos Escuteiros da Gafanha da Nazaré e ao grupo de jovens Sementes de Esperança, também da Gafanha da Nazaré, para um encontro ao qual designam por PEGADAS.
Esta é uma oportunidade de reunir os jovens da nossa freguesia para uma caminhada diferente, uma caminhada que se pretende com Pegadas enraizadas em Cristo.
A Filipa Ribau deixa-nos o seu testemunho…


Partimos no dia 25 de Setembro pelas 20h, à descoberta de uma terra que não aparecia no GPS, Santo André de Vagos. Chegámos e tivemos uma óptima recepção feita pelo grupo de jovens da Gafanha da Nazaré.
Ao relembrar-me dos momentos passados, vejo o caminho que percorri ao longo destes três dias, que foram importantes para mim e que marcaram a minha vida!
Um dos objectivos principais deste encontro, além da amizade que travámos, era descobrir como tinha sido a vida de S. Paulo. Descobri que S. Paulo era uma pessoa sem limites, o limite era a morte, mas até lá, mesmo não conseguindo correr (ou até andar) muitas vezes enganado no caminho, era capaz de recomeçar tudo de novo. Apesar das encruzilhadas e armadilhas que lhe foram postas no caminho, apesar dos buracos, e também dos becos sem saída, ele teve força para ultrapassar tudo sem medo, e desta forma conseguiu atingir os objectivos com força e dedicação.
Durante estes dias, deixei -me envolver pelo sentimento de nostalgia que me embalava durante a viagem que fiz, ao encontro de S. Paulo. Foi uma longa caminhada, que pude partilhar com pessoas que me marcaram, cada um à sua maneira… pois todos tínhamos o mesmo objectivo: descobrir quem era aquele Homem tão especial. Foi igualmente bom ouvir todas as palavras ditas por aquela gente, no fundo deram-me forças e vontade para continuar esta caminhada, que é a Vida. Agradeço, e dou os parabéns aos organizadores deste evento, agradeço a aventura, a disponibilidade, a entreajuda, e a diversão que nos proporcionaram.
Hoje, ao olhar para trás, posso recordar tudo isto e ver o trilho delineado pelas minhas pegadas, nas areias do tempo! Sei que o futuro me guarda longas dunas, milhares de quilómetros de areias virgens e inexploradas, que aguardam os meus passos, aguardam a minha marca, a minha PEGADA.

Filipa Ribau

3 comentários:

Joana Santos disse...

Apesar de n ter participado este ano...Acho que é uma actividade que deve continuar!. No 1º ano participe gostei bastante. É uma actividade interessante que reúne todos os jovens que em grupo distintos conseguem partilhar e enriquecer cada um dos diferente grupos.
Joana

Anónimo disse...

Tive pena de não ter participado este ano.
Mas para o ano farei de tudo para participar, até porque é Schoentatt que vai preparar!

Sofia

Pedro José disse...

Pude estar este ano no Pegadas e digo que adorei. O local foi bem escolhido, gostei do meu grupo e das actividades propostas, só tive pena de não ter estado no Domingo na missa, em detrimento de um dever cívico.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...