terça-feira, 31 de agosto de 2010

JFS com rifas na festa da Nossa Senhora da Nazaré!

Nos dias 27, 28, 29 e 30 de Agosto, a Juventude Feminina tem sido presença assídua na Festa da Nossa Senhora da Nazaré! 
Não foi só para a festarola, muito pelo contrário! A JFS está empenhada na venda de rifas. 




Das 20h30 às 24h, desde acessórios de moda a peças de decoração, nada faltou na banquinha da Juventude, até há bolinhos deliciosos, que no final da noite vêem sempre a calhar.
Cada uma contribui com a sua presença e alegria! Estamos a gostar muito da experiência! 
Obrigada a todos que connosco têm colaborado! Hoje lá estivemos à hora marcada e amanhã será o último dia. Se ainda não teve oportunidade aproveite para amanhã nos fazer uma visita! A cada dia há sempre novidades!

Joana Santos, JFS

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

JFS e JMS na Procissão da Nossa Senhora da Nazaré

No passado dia 29 de Agosto, Domingo, realizou-se a procissão da Festa da Nossa Senhora da Nazaré. Como já tem sido habitual, a Juventude de Schoenstatt marca presença neste momento especial. Este ano não foi excepção e estivemos mais uma vez presentes e com uma boa representação.



Joana Santos
Juventude Feminina de Schoenstatt 

LOGOTIPO e LEMA - Concurso para Jubileu Schoenstatt 2014


A Equipa 2014 lançou o concurso para o Logotipo e Lema do Jubileu Schoenstatt 2014. Chegou a tua hora de participar com as tuas ideias e a tua criatividade. Deixa a tua marca nos 100 anos de Schoenstatt, 100 anos de Aliança de Amor. Queres participar? Então continua a ler:

1. Logo
Não é um logo para representar Schoenstatt, mas sim especificamente para este jubileu. Vai ser usado em todo o mundo e em todos os suportes de comunicação e divulgação do Jubileu 2014.

Conteúdo do Logo e Lema Jubilar:
tanto o logo como o lema deverão expressar o conteúdo da Conferêcia 2014
     - 100 anos de Schoenstatt
     - 100 anos da Aliança de Amor
     - 100 anos de apostolado de Schoenstatt no mundo e para a Igreja
     - 100 anos de crescimento de schoenstatt no mundo - Schoenstatt Internacional
     - O Santuário Original - nosso lugar
     - Schoenstatt - nosso futuro

Formato do Logo:
Enviar da seguinte maneira:
- formato digital (JPG, TIF, EPS), em versão a cores e a preto e branco
- uma descrição escrita do logo
- enviar por E-mail  sr.marion@schoenstatt-international.org ou num CD (que não será devolvido) para
     Sr.Marion MCClay
     Berg Schoenstatt 9
     56179 Vallendar, Alemanha

2. Participação
- Todos podem participar no concurso, excepto os júris.
- Não há restrições de idade
- Todos os participantes aceitam entregar os direitos de uso e todas as cópias do logotipo e do lema jubilar à Organização do Jubileu, Equipa 2014, para uso e impressão da maneira como acharem conveniente.
- Todas as inscrições devem fazer-se acompanhar de:
Nome, direcção, país, forma de participação em Schoenstatt, E-mail.
As inscrições deverão ser entregues até ao dia 15 de Setembro de 2010 na direcção indicada acima. Não se aceitam inscrições fora do prazo.

3. Júri
O Júri da Equipa 2014 elegerá os vencedores e apresentará à Presidência Geral para a decisão final.

4. Prémios
O primeiro prémio para o melhor logotipo, assim como o primeiro prémio para o lema, será um lugar reservado no Santuário Original na renovação da Aliança de Amor no dia 18 e Outubro de 2014.

Todas as propostas que ganharem, incluindo os finalistas, serão publicadas com o nome do autor, país e participação em Schoenstatt. Serão exibidas por altura da celebração jubilar.

Participa e coloca a TUA MARCA no 2014.


domingo, 29 de agosto de 2010

Jubileu de Prata da Ordenação do Padre Vítor Espadilha


“O Padre existe não para colher mas para semear.”

No passado dia 15 de Agosto de 2010, o Padre Vítor Espadilha, celebrou os 25 anos de ordenação sacerdotal. Com efeito, o Padre Vítor foi ordenado sacerdote em 15 de Agosto de 1985, na Sé de Aveiro, pelo Bispo D. Manuel de Almeida Trindade.
Este dia festivo na vida do Padre Vítor, terminou com a celebração de uma missa no Santuário da Gafanha da Nazaré, onde concelebrou juntamente com mais 17 sacerdotes, que marcaram presença neste dia tão importante.
Muitos outros sacerdotes não estiveram presentes fisicamente, mas não deixaram de estar unidos espiritualmente ao Padre Vítor, neste dia festivo.
A homilia foi iniciada com um texto do Padre Kentenich, proferido em 09 de Agosto de 1937, numa palestra de introdução a um retiro de Sacerdotes, realizado na Suíça.

“Talvez valha a pena recordar brevemente, a história da nossa vocação sacerdotal. Foi Deus que me chamou, Deo gratias! Quero repeti-lo sempre que enfrentar dificuldades na minha vocação, sempre que experimentar e viver grandes desilusões. Não fui eu que me chamei, foi Deus que me chamou! Não foi qualquer terceira voz que me chamou: minha vocação vem de Deus! Deo gratias! Mesmo que me depare com grandes dificuldades, o Deus que me chamou está sempre comigo. No vértice de sua vida, Jesus pronunciou uma frase semelhante: “Quem me enviou está comigo. Não me deixa sozinho porque faço sempre o que lhe agrada.”

No resto da homilia, fez uma exposição muito bonita sobre o que é ser sacerdote e a ligação com Maria, frisando o aspecto da disponibilidade que tem que existir sempre da parte do sacerdote, a exemplo de Maria que estava sempre disponível, para fazer aquilo que o Senhor esperava dela.
A conclusão da homilia pode muito bem ser a frase que abre este trabalho:

O sacerdote não existe para colher, mas sim para semear.

Durante a missa que teve na assistência muitos paroquianos (Padre Vítor é pároco na Moita e Vila Nova de Monsarros – Anadia) amigos e conhecidos, o Padre Vítor lembrou muitas das pessoas que tiveram influência na sua vocação e vida sacerdotal, entre consagrados, professores, leigos, em suma, todos os que de uma ou outra maneira o influenciaram positivamente para poder atingir estes primeiros 25 anos de sacerdote.


Imagem da cidade de Toledo (Espanha) onde o Padre Vítor estudou.

Imagem da Mãe Peregrina

No ofertório, o Padre Vítor recebeu diversos objectos que representavam várias fases da sua vida e a influência que tiveram na formação da sua personalidade e na descoberta da sua vocação.
Depois da Missa, seguiu-se um agradável convívio.
Para finalizar em beleza, o Padre Vítor recebeu ainda a visita do Sr. Bispo de Aveiro, D. António Francisco, que não quis deixar de comparecer nesta data tão importante, apesar de não lhe ter sido possível estar na Missa, motivado por outros compromissos.


Parabéns Padre Vítor, continue a semear!

Fami e Paulo

sábado, 28 de agosto de 2010

Um quadro da MTA bem especial

 
  
Na celebração da festa dos 100 anos da paróquia da Gafanha da Nazaré, vai ser entregue ao Padre Francisco Melo, pelo Movimento de Schoenstatt da diocese de Aveiro, um quadro da MTA com tamanho e formato iguais ao dos Santuários. Este, porém, é uma devolução pois o mesmo esteve muitos anos na capela anexa à Igreja paroquial, onde surgiu o primeiro trono da Península Ibérica edificado para a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Muitas foram as Alianças de Amor celebradas nesse local. O P. Domingos trouxe este quadro para substituir o primeiro, que tinha dimensões menores (são os dois que estão juntos na imagem). Mais tarde o P. Rúbens, juntamente com o Movimento e o povo, coroou Nossa Senhora nesta Imagem como Rainha da Nossa Paróquia. Podemos encontrar nos jornais da terra a vida que surgiu a partir daqui. Com a total reconstrução da igreja paroquial, esta Imagem perdeu o seu lugar, que deixou de existir. Com o jubileu dos 50 anos de Schoenstatt em Portugal, fomos à procura da história e de tudo o que está ligado a ela. Encontramos este quadro esquecido num canto, sem a coroa e com estragos profundos. Estava na hora de reconquistar e de restaurar. E foi assim que o quadro ficou ainda mais rico. Foi restaurado pelas mãos de um elemento do Movimento e  reconquistado espiritualmente com o Capital de Graças jubilar.
No dia 10 de Julho levamos o quadro, juntamente com outros símbolos que fazem história, até à Sé Catedral de Aveiro. Na peregrinação a pé foi passando de mão em mão e esteve presente na Eucaristia festiva celebrada pelo D. António Francisco, bispo de Aveiro. 
No dia 31 de Agosto temos a alegria de devolver o quadro à paróquia da Gafanha da Nazaré, sem coroa, mas ainda mais rico, porque foi reconquistado, agora também pela geração mais nova. Estamos todos convidados para esse momento histórico.
MP

Parabéns!

É verdade! Faz hoje um ano que publicamos a primeira notícia neste blogue!
Um especial Obrigada ao Professor Fernando que "patrocinou" este espaço com a sua experiência, sabedoria, paixão e dedicação.

O Blogue e os seus leitores estão de Parabéns!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A História das Jornadas Mundiais da Juventude

video



Ofereceu a sua vida como altar do Santuário

Ir.Custódia

O Santuário de Schoenstatt da diocese de Aveiro "esconde" muitos segredos. Quando se pensa que já sabemos tudo sobre a sua história, lá vem algo interessante e significativo, e a maioria das vezes original, que nunca poderíamos imaginar. "Naquele tempo..."
Não quero falar do Santuário daquele tempo, mas do Santuário hoje. O mais lógico, então, seria falar de uma Irmã de hoje, mas não, quero mencionar uma daquele tempo. A Ir. Custódia faleceu em 1982 no Brasil, mas algo permanece em Portugal: o "oferecimento de sua vida como altar para o futuro Santuário", o nosso Santuário. O P. António Maria contou que presenciou a inauguração do Santuário na Gafanha de Nazaré, e naquele momento que estavam ali reunidos, cada um escolheu o símbolo do Santuário que queria ser. Como já tinham todos esgotado, a Irmã Custódia disse: “eu sou a vítima”!
O nosso Pai e Fundador dizia sempre de novo: Herói é quem consagra a sua vida a algo de grande! A Ir. Custódia doou-se com todas as suas forças, doou a sua vida para ser altar do sacrifício. Foi a primeira jovem brasileira que resolveu ingressar no Instituto das Irmãs de Maria, no dia 24 de Novembro do ano de 1941. Em 1975 foi enviada, como pioneira, para Portugal. Com admirável espírito de sacrificio, enfrentou e superou as dificuldades inerentes a um começo em terra estranha, sem recursos e numa situação política difícil. Estabeleceu-se na Gafanha da Nazaré e já em plena actividade, esteve na origem do Centro Tabor. Quando estava a ser construída a primeira casa das Irmãs de Maria, a Ir.Custódia ofereceu-se como altar para o novo e futuro Santuário. Logo após, sentiu os primeiros sintomas da sua grave enfermidade que a levaram à morte anos mais tarde. Em 1980 regressou para o Brasil. A vida da Ir. Custódia e a sua passagem por Portugal foram marcadas por espírito de oração, bondade, de serviço, de fidelidade nas pequenas coisas e grande austeridade. Em Portugal, nomeadamente na Gafanha da Nazaré, começou o trabalho de construir o movimento, trabalhando especialmente com grupos de mães e casais.
MP

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Acantonamento da JFS - Verão2010


video


A 1ª Irmã de Maria a pisar solo português e a CMP

Ir. Teresinha recebe (de volta) a Imagem Original da Mãe Peregrina

A poucos dias de celebrarmos mais um jubileu, desta vez 60 anos da Campanha da Mãe Peregrina, queremos recordar o pequeno gesto que deu origem à Campanha.
Em 1950, a Divina Providência usa Ir. Teresinha Gobbo para dar início, indirectamente,  à Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt. Ao sair para rezar o terço na casa de uma família, com a Imagem da Mãe e Rainha, a Ir. Teresinha encontra-se com o Sr. João Pozzobon e convida-o para ir junto. No final do terço, entrega-lhe a imagem com as palavras: “Cuide que ela visite as famílias de casa em casa!” E ele o fez tão dedicadamente que surgiu desse pequeno acto a Campanha que hoje está em mais de 100 países!
Ir. Teresinha passou por Portugal em 1960 (pode ver neste blogue em "História" ou "Instituto Secular das Irmãs de Maria") depois de uma visita a Schoenstatt, sendo também a primeira Irmã brasileira a ir a Schoenstatt.
MP

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

"A Senhora merece muito melhor, mas o pobre dá o que tem!"


"Vou dar a estola que recebi hoje!" Foi com estas palavras que o P. António Lobo, logo após a renovação de sua Aliança de Amor celebrada há precisamente 51 anos, tira a sua estola e coloca-a sobre o altar do Santuário. Um gesto espontâneo e tão simples, que passou despercebido às pessoas que estavam lá fora. Colocando a estola sobre o altar proferiu, numa admiração total, umas palavras à Mãe de Deus que soaram como um "pensamento em voz alta": "A Senhora merece muito melhor, mas o pobre dá o que tem!"


Festejávamos a primeira Aliança de Amor de um português. O P. António Lobo manifestou a alegria por estar a celebrar este dia neste lugar, mas especialmente por ter alguns sacerdotes da sua comunidade. Ele é o 1º sacerdote português do Instituto dos Padres de Schoenstatt. O P. Miguel Lencastre também estava presente e lembrou que deve a sua conversão e decisão à visita que fez ao P. Lobo na Suiça. Mas o P. Lobo alegrou-se de modo especial pela presença da actual geração de sacerdotes de Schoenstatt, representada pelo o P.Carlos Alberto e o P.Francisco Sobral.


Os poucos minutos em que o P.António Lobo nos contou sobre a sua vida, foram um testemunho de amor de uma Aliança vivida. À Mãe de Deus, ele deve tudo! Começou por se desculpar pelo seu "brasileiro" apesar de ser um português, mas que após 43 anos ao serviço da Obra de Schoenstatt no Brasil é natural que o seu português nortenho tenha ficado um pouco "abrasileirado". Foi o início de alguns momentos humorísticos que ele nos ofereceu e que foram provocando, não só sorrisos, mas muitas gargalhadas. Neste ambiente familiar e descontraído passou-nos a mensagem da Aliança de Amor que lhe transformou a vida. Contou-nos desde o medo de morrer, que sentiu aos 7 anos de idade quando estava doente e dizia à sua mãe que não queria morrer, até à segurança do "abraço" da Mãe de Deus em Aliança de Amor e anseio de se encontrar com essa Senhora tão bela, no céu, mas que será só depois de algum tempo, porque terá ainda "as contas do S.Pedro".


No Santuário, o P. António Lobo convidou-nos a todos a renovar a Aliança de Amor juntamente com ele. No seu testemunho incentivou a quem ainda não tem a Aliança de Amor, então está na hora de a fazer.


A festa terminou com um convívio no hall do salão, onde não faltou o bolo com o símbolo jubilar. Depois de soprar as velas, foi a vez de nos mandar soprar na sua mão. O P. António Lobo não deixou de praticar a "magia" com a sua moeda de 2 cêntimos. Soprar duas vezes e... desapareceu dos dedos para aparecer noutro local.


Ficamos todos convidados para a missa do dia 5 de Setembro, em que o P. Lobo festeja o jubileu de ouro sacerdotal. Terá um almoço comemorativo na Casa José Engling nesse dia. Inscrições no local.

MP

Fotos: Ana Margarida

São Jacinto Bicla Tour 2 - INCREVE-TE JÁ!

Terminam hoje as inscrições para o Segundo Encontro de Verão do Grupo de Namorados. Não percam mais tempo e inscrevam-se já!!


Caso não possam participar mas queiram fazer parte do grupo (que se reúne mensalmente), comuniquem-nos o vosso interesse. Nós ficamos à vossa espera!

O Grupo de Namorados

Creche Jardim de Maria

domingo, 22 de agosto de 2010

1ª Aliança de Amor de um português


Estamos quase a encerrar o Ano Jubilar dos 50 anos de Schoenstatt em Portugal. A história de Schoenstatt é a história da Aliança de Amor com a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. Ao celebrarmos Schoenstatt em Portugal olhamos toda a história como condução de Divina Providência. Deus actuou escolhendo instrumentos para escrever o livro de uma história vivida em Aliança de Amor.  No dia 22 de Agosto de 1959, no Santuário Original, em Schoenstatt, na Alemanha, o P. António Lobo, natural de Paços de Ferreira, celebrava festivamente a sua Aliança de Amor. Depois desse acontecimento, sabemos como a história se desenrolou. Foi a primeira semente lançada num coração português.
O P. António Lobo era uma de uma família humilde, sem recursos económicos para o enviar para o seminário. A família Lencastre tomou a responsabilidade pela sua formação. A ordenação sacerdotal foi-lhe negada em Portugal. Deus tinha outros planos para ele. Foi enviado para Suíça para ingressar na Comunidade dos Padres Palottinos, num grupo de chilenos que lá se formavam. Em 1960 foi ordenado sacerdote.

Hoje temos a alegria de celebrar com o P. António Lobo este dia tão significativo. Certamente ele próprio, na Eucaristia das 17 horas, nos contará como tudo aconteceu. Um pequeno instrumento de Deus para iniciar uma Obra tão grande: a família portuguesa schoenstatteana.
Vamos todos partilhar desta alegria com o P. António Lobo e, especialmente, louvar e agradecer com ele nesta Missa de Acção de Graças.
MP

Nossa Senhora RAINHA


Hoje é a Festa de Nossa Senhora Rainha. Em Schoenstatt veneramos Nossa Senhora com o título de Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoensttat. Porém não foi assim desde o começo. O Título surgiu com a vida comprovada por uma história que nos mostra a intervenção divina.
Em 1939, com a coroação da Mãe de Deus no Santuário Original, a MTA recebeu o nome de "Rainha" e em 1974, com a coroação na Igreja da Adoração no monte de Schoenstatt, "Vencedora".
No decorrer da II Guerra Mundial, quando os ideais nazistas destruíam a terra alemã, Hitler posicionava-se como o único soberano. Em contrapartida o P. Kentenich anuncia a Imagem de Cristo como Rei e Senhor. A Obra de Schoenstatt sofre duras perseguições e é ameaçada de destruição. Isso leva os membros da família de Schoenstatt a aprofundarem a sua doação a Maria, e coroá-la como sua única Rainha, a quem davam todos os direitos de reinar sobre suas vidas. Já em 1935 a Imagem do Santuário Original fora coroada com uma coroa de madeira dourada. Esta foi substituída pela actual a 10 de Dezembro de 1939, dia em que a Mãe foi corada oficialmente pelo nosso Pai e Fundador. Na ocasião, o P. Kentenich coroou a Mãe de Deus rezando:

"Querida Mãe e Rainha Três Vezes Admirável de Schoenstatt! Por esta solene coroação elegemos-te novamente como Rainha dos nossos corações, da nossa família e do mundo inteiro. Que em ti o mundo inteiro, renovado em amor, fiel incenso oferte a teu Filho, o Senhor!"
MP

sábado, 21 de agosto de 2010

São Jacinto Bicla Tour 2

Tem lugar, no próximo dia 28 de Agosto, o segundo encontro de Verão do Grupo de Namorados do Movimento de Schoenstatt.
Intitulado São Jacinto Bicla Tour 2, este é um encontro só para namorados com mais de 18 anos.
No cartaz tens toda a informação necessária para participares neste encontro diferente!



Não fiques a namorar em casa! 
Vem pedalar connosco!

O Grupo de Namorados

Já visitou a barraquinha da Creche Jardim de Maria?



Neste fim de semana em que decorre o Festival do Bacalhau no Jardim Oudinot na Gafanha da Nazaré, a barraquinha da Creche Jardim de Maria está presente neste evento.


Tem pessoas simpáticas a vender rifas, através das quais ganham prémios.
Podem também dar informações pormenorizadas acerca do Centro Social Padre José Kentenich, especialmente sobre a Creche Jardim de Maria que vai iniciar as actividades no próximo dia 01 de Setembro de 2010.
Visite a barraquinha e...


Obrigado!

Fami e Paulo

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Santidade não passou de moda

Há dois lugares na Alemanha que atraem pessoas de todo o mundo e de todas as idades. São lugares que milhares de homens, mulheres, jovens ou crianças visitam diariamente, física ou espiritualmente. Em cima vemos jovens reunidas à volta da Ir.Emilie Engel, no cemitério das Irmãs de Maria de Schoenstatt, em Metternich-Alemanha. Em baixo encontramos centenas de cartas e fotografias colocadas junto ao túmulo do Padre José Kentenich, durante um encontro internacional de juventude em Schoenstatt-Alemanha.


Os que é que os dois lugares têm de comum?
São lugares de oração, de pedidos de intercessão e de agradecimento. O Padre Kentenich e a Ir.Emilie viveram, aqui na terra, uma vida de santidade e por isso são modelos para nós e intercessores junto a Deus-Pai. Durante a vida terrena ajudaram muitas pessoas, agora no céu podem ajudar muito mais.

Sabia que...
O Padre Kentenich prometeu, por escrito, ao Pai da Ir.Emilie que faria dela uma santa?

Sabia que...
A frase "Tu serás valente" dita pela Ir.Emilie a uma jovem postulante, tornou-se para muitos força e alento para enfrentar problemas?

Há muito ainda a descobrir sobre a vida destes dois servos de Deus. Os processos de beatificação estão em fases diferentes. O da Ir.Emilie Engel já está em Roma, o do Pe.José Kentenich está terminado na diocese de Trier e a poucas semanas de seguir para Roma. Com o encerramento da etapa diocesana é de suma importância que continuemos a implorar a graça de um milagre. Para que isso aconteça temos que tornar o nosso Fundador ainda mais conhecido e também a Ir.Emilie. Sob esta perspectiva e no interesse de nos unirmos nesta causa, convidamos todos a participar do Encontro nacional dos amigos do P. José Kentenich e Ir. M. Emilie Engel que se realizará no dia 18 de Setembro junto ao Santuário de Schoenstatt da diocese de Aveiro. As inscrições poderão ser feitas até o dia 10 de Setembro.
MP

"Que as rosas falem por nós"

A estátua de Santa Teresinha por um dia no Santuário

"Farei cair uma chuva de rosas sobre o mundo!" - esta foi a promessa que Santa Teresinha do Menino Jesus fez. Por altura do jubileu de prata do sacerdócio do Pe. Vitor Espadilha, esta imagem de Santa Teresinha esteve no nosso Santuário. Uma estátua esculpida há 50 anos pelo autor da imagem de Nossa Senhora de Fátima da Capelinha das Aparições e que actualmente se encontra na Igreja do Carmelo, depois de restaurada. Com alegria a acolhemos no nosso Santuário, especialmente pela riqueza da vida de Santa Teresinha que o nosso Pai e Fundador nos transmite na escola da "pequenez". Esta estátua tem uma particularidade: uma rosa na mão. Um símbolo que o Pe.José Kentenich explorou para melhor fazer compreender a Aliança de Amor. Durante o seu exílio, na primavera de 1955, os casais pioneiros de Milwaukee tiveram encontros semanais, em que a linha mantida em dez conferência foi a ROSA! Um coração por coração, uma rosa por uma rosa!


Dessas 10 conferências, de uma linguagem simples e com muitos exemplos de vida, foram reunidas as palavras, sobre a meditação da rosa, num livro com o título: "Que as rosas falem por nós". Uma linguagem simbólica que nos ajuda a compreender a essência da Aliança de Amor, especialmente sobre o ponto de vista do casal.
A Rosa Mística, a folha de rosa, o botão de rosa, a fragrância da rosa, a água de rosas, a haste ou mesmo a raiz... falam-nos da "fidelidade por fidelidade", da "confiança por confiança", da "santidade por santidade" e especialmente  sobre "A troca de rosas é a troca de corações!"
MP


quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Jardim de Maria no Jardim Oudinot

Barraquinha da Creche Jardim de Maria

A "barraquinha" da Creche Jardim de Maria mudou - temporariamente - de lugar e de visual. A partir de hoje está no "FESTIVAL DO BACALHAU 2010" de Ílhavo. A abertura do será às 18 horas no Jardim Oudinot. Durante os dias 18 a 22 de Agosto os apreciadores da boa gastronomia portuguesa poderão provar ou comer um bom bacalhau em todas as suas especialidades.
O Festival integra ainda diversas actividades e espectáculos, pensadas para todas as idades e para todos os gostos, como Fogo de Artifício na Água, Mostras de Artesanato, sessões de cinema ao ar livre, exposições, animação para crianças com insufláveis e concertos de música com presença de artistas consagrados.


No espaço reservado ao Festival, encontra-se a "barraquinha" da Creche Jardim de Maria. Não perca a oportunidade de ajudar nesta causa com a compra de rifas e levar para casa, ou para os amigos, um presente especial, útil ou de decoração. É caso para dizer: Ajude-os hoje a crescer... para que amanhã sejam eles a comer o bacalhau!
MP

"Jovens fazem experiencia de miséria até Schoenstatt"

Uma notícia no Jornal da Bairrada do dia 12 de Agosto, enviada por Daniel Simões:


Encontramos Pedro Rocha e Melo e José Maria Rebelo caminhando, descontraídos, pelas ruas de Oliveira do Bairro. O cajado que lhes serve de apoio e o casaco ao ombro não os deixam passar despercebidos. Vêm em missão, apenas com a roupa que trazem no corpo, e dirigem-se ao Santuário de Schoenstatt, na Gafanha da Nazaré.
Pedro Melo, 20 anos, e José Rebelo, 17, pertencem ao Movimento Apostólico de Schoenstatt de Lisboa. São dois dos 15 jovens (seis pares e um trio) que partiram da capital na segunda-feira, dia 2, com destino à zona Centro. Cada grupo foi destinado a um local diferente, a cerca de 60 kms de Aveiro. A este par calhou-lhe uma viagem de comboio até Mortágua.
“Estamos a fazer uma experiência de miséria e temos de chegar em quatro dias ao Santuário”, explicam a JB. Nos bolsos apenas o BI e uma folha de papel com leituras e orações para meditação.
A passagem por Oliveira do Bairro acontece depois de uma primeira paragem no Luso, onde foram recebidos pela Associação de Jovens do Luso, dormindo no Centro Paroquial. Na terça-feira rumaram a Oliveira do Bairro, encontrando na Santa Casa da Misericórdia o abrigo ideal para passar a noite.
Pelos cafés vão granjeando alguma generosidade, sob a forma de sopa, bolos e fruta. Assumem a experiência como “uma grande lição de humildade”. “Sabemos o que é estar totalmente dependentes dos outros”, afirma Pedro Melo. “E também nos obriga a pensar que atitude teríamos se fôssemos nós a encontrar dois peregrinos nestas condições, o que lhes estaríamos dispostos a dar”, acrescenta.
Os jovens encaram o desafio como um teste. “É importante aprendermos a não nos deslumbrar com o supérfluo e também a não desesperar se nos virmos numa situação como esta, não tendo nada. Ao mesmo tempo, ajuda-nos a valorizar o que temos em casa: comida, cama, banho, telemóvel e todas as outras mordomias”, adianta Pedro Melo.
Para quem acredita em Deus, como nós, esta experiência põe-nos totalmente nas mãos Dele e permite-nos ver que Ele está sempre connosco – sempre tivemos comida, dois sítios bons para dormir… Nunca nos sentimos abandonados”, salienta José Maria Rebelo.
De Oliveira do Bairro, partiram em direcção a Aveiro. Na quinta-feira, os vários grupos reuniram-se no Santuário de Schoenstatt, na Gafanha da Nazaré, onde permaneceram, em retiro, até domingo.
Oriana Pataco

http://www.jb.pt/2010/08/jovens-fazem-experiencia-de-miseria-ate-schoenstatt/

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Um comentário vindo do Brasil

Imagens que peregrinaram pelas crianças do Externato João XXIII, em Coimbra

Publicamos no dia 8 de Agosto uma pequena notícia sobre a Visita da Imagem da Mãe Peregrina das Crianças. Algo bem simples, feito pelas crianças, mas que nos dá uma lição de vida e amor. Gostaríamos de publicar um comentário recebido sobre esta notícia:

"Queridos irmãos em Cristo,
Que belissímo trabalho com as crianças portuguesas. Belissímo!!!!!
Fiquei emocionada!!! Sou pedagoga e trabalho com crianças há 21 anos. Parabéns pelo belo trabalho.
Que a Mãe Rainha continue a abençoar todos vocês.
Um abraço.
Rose Alves
Santo Amaro/Bahia/Brasil"

A nossa gratidão por este comentário!

Uma rosa para a MTA

Rosa de prata presenteada pelo Pe.Vitor Espadilha a MTA

Há precisamente 25 anos, no dia de sua ordenação sacerdotal, o Pe. Vitor Espadilha veio ao Santuário da diocese de Aveiro entregar uma rosa à Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. No passado domingo, dia 15, depois da celebração da missa de Acção de Graças, o Pe. Vitor convidou os 18 sacerdotes presentes na Eucaristia a ir junto com ele ao Santuário entregar uma rosa de prata a Nossa Senhora como expressou do seu louvor e gratidão. Uma rosa "que não murcha" como ele dizia. Nessa entrega, o Pe. Vitor colocou cada sacerdote aos cuidados de Nossa Senhora.


25 Anos de fidelidade à vocação à qual Deus o chamou! Tive a alegria de estar presente, durante todo o dia, com os paroquianos e amigos do Pe. Vitor. Às 9 horas participei na Eucaristia da paróquia de Vila Nova de Monsarros. Nesse Eucaristia, duas crianças foram baptizadas e duas Imagens da Mãe Peregrina enviadas. No final os paroquianos expressaram a sua gratidão com flores e umas palavras que comoveram a assembleia. Depois foi a Santa Missa na Moita. O gesto de gratidão aconteceu no final quando os jovens cantaram uma melodia muito serena e bonita, enquanto 25 pessoas com uma rosa branca se levantaram do meio da assembleia e foram entregar ao sacerdote. Não existiu qualquer palavra. Estava tudo dito neste gesto. Nesta Missa, o Padre Vitor celebrou um casamento e quatro baptizados. Que alegria maior pode ter um sacerdote no dia jubilar do que administrar sacramentos?
Bonito foi sentir e ver como as duas paróquias estão unidas no seu pároco. Prepararam juntas a festa jubilar com um almoço requintado, não perdendo porém a originalidade de cada paróquia.
À noite foi a vez do Pe. Vitor convidar os paroquianos e amigos, assim como muitas comunidades religiosas e sacerdotes, a dar graças ao Senhor pelo dom sacerdotal que Ele lhe concedeu.


Sobre este momento alto da dia, vamos contar numa outra intervenção. No final da Eucaristia, foram todos convidados a participar num pequeno convívio no hall da entrada do salão, com iguarias bem apetitosas e Porto de Honra dos bons. Para alegria do Pe.Vitor e de todos nós, o Sr. Bispo D. António Francisco presenteou-nos com a sua visita.

MP

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Creche Jardim de Maria - mais um passo


Passo a passo, a Creche Jardim de Maria está a ficar pronta para abrir as suas portas aos bebés. Conforto e brinquedos vêm trazer (ainda mais) colorido e animação a estas salas que em breve ganharão muita vida. No dia 1 de Setembro, a Creche Jardim de Maria começa a sua actividade já com muitas crianças inscritas. As profissionais que as acompanharam nesta fase de suas vidas, já estão a ter formação específica, segundo o projecto pedagógico. Poucos dias depois será a inauguração festiva.
Deixamos aqui algumas fotos.




Descobrir o nosso Santuário - A Pedra Angular


No dia 21 de Maio de 1979 procedeu-se à benção da Primeira Pedra para o Santuário de Schoenstatt de Aveiro.
A Pedra Angular veio de Roma e foi abençoada pelo Papa João Paulo II. Tem inscrustada na face frontal uma outra pedra trazida do túmulo de S.Pedro e sobre a qual está gravada a inscrição "Tabor Matriz Ecclesiae", que significa "Tabor da Mãe da Igreja", que mais não é do que a missão deste Santuário da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

D. Margarida Lencastre, em Abril 2010

"Margarida Lencastre, irmã do padre Miguel, foi quem pegou na Primeira pedra, para que o Papa a abençoasse. Não satisfeita com a bênção geral do Santo Padre, pega na Pedra e espera que o Papa passe no papamóvel a caminho dos seus aposentos. Iludindo a vigilância, corre para o Papa e aproxima a Pedra do Santo Padre, que a abençoa, agora de forma singular."

Fonte: Livro "Gafanha da Nazaré - 100 anos de vida", Fernando Martins, pag.193)

domingo, 15 de agosto de 2010

Solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria


“Feliz daquela que acreditou que teriam cumprimento as coisas que lhe foram ditas da parte do Senhor” (Lucas 1, 45).

Ao terminar a Sua missão na terra, Maria, a Imaculada Mãe de Deus, «foi elevada em corpo e alma à glória do céu» (Pio XII), sendo assim a primeira criatura humana a alcançar a plenitude da salvação.
Esta glorificação de Maria é uma consequência natural da Sua Maternidade divina: Deus «não quis que conhecesse a corrupção do túmulo Aquela que gerou o Senhor da vida».
É também o fruto da íntima e profunda união existente entre Maria e a Sua missão e Cristo e a Sua obra salvadora. Plenamente unida a Cristo, como Sua Mãe e Sua serva humilde, associada, estreitamente a Ele, na humilhação e no sofrimento, não podia deixar de vir a participar do mistério de Cristo ressuscitado e glorificado, numa conformação levada até às últimas consequências. Por isso, Maria é «elevada ao Céu em corpo e alma e exaltada por Deus como Rainha, para assim Se conformar mais plenamente com Seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte» (LG. 59).
Este privilégio, concedido à Virgem Imaculada, preservada e imune de toda a mancha da culpa original, é «Sinal» de esperança e de alegria para todo o Povo de Deus, que peregrina pela terra em luta com o pecado e a morte, no meio dos perigos e dificuldades da vida. Com efeito, a Mãe de Jesus, «glorificada já em corpo e alma, é imagem e início da Igreja que se há-de consumar no século futuro» (LG. 68).
O triunfo de Maria, mãe e filha da Igreja, será o triunfo da Igreja, quando, juntamente com a Humanidade, atingir a glória plena, de que Maria goza já.
A Assunção de Maria ao Céu, em corpo e alma, é a garantia de que o homem se salvará todo: também o nosso corpo ressuscitará! A Assunção de Maria é o penhor seguro de que o homem triunfará da morte!

A solenidade da Assunção da Virgem Santa Maria, foi o culminar de uma longa tradição da Igreja que celebrava a “Dormição de Maria”. Não se sabe como, nem quando, nem onde Maria adormeceu no Senhor. O dia 15 de Agosto recorda provavelmente a dedicação de uma igreja a Maria em Jerusalém, onde teria morrido (outros dizem que foi em Éfeso) com cerca de 60 anos e 10 ou 15 anos após a morte de Jesus.

A festa da Assunção tem grande tradição em Portugal e é um dia festivo, mesmo no meio do mês tradicionalmente dedicado às férias. Em muitos lugares Maria é hoje invocada com as mais diversas denominações, como por exemplo Senhora da Assunção, Senhora da Saúde, Senhora da Lapa, entre outros.

O Papa João Paulo II, numa homilia proferida em 1998, neste dia disse o seguinte:
"Ao celebrar a sua Assunção ao Céu em corpo e alma, oramos a Maria para que ajude os homens e as mulheres do nosso tempo a viverem com fé e esperança neste mundo, procurando o Reino de Deus em todas as coisas; oxalá ela ajude os crentes a abrirem-se à presença e à acção do Espírito Santo, Espírito Criador e Renovador, capaz de transformar os corações; ilumine as mentes acerca do destino que nos espera, da dignidade de cada pessoa e da nobreza do corpo humano.
Maria, elevada ao Céu, mostra-te a todos como Mãe de esperança! Mostra-te a todos como Rainha da Civilização do amor!”

Já Bento XVI em 2006, disse:
“Todas as gerações me chamarão bem-aventurada". Nós podemos louvar Maria, venerar Maria, porque é "bem-aventurada", é bendita para sempre. Este é o contexto da presente Solenidade. É bem-aventurada porque está unida a Deus, vive com Deus e em Deus. O Senhor, na vigília da sua Paixão, ao despedir-se dos seus, disse: "Eu vou preparar-vos, na casa do Pai, uma morada. E Há muitas moradas na casa do meu Pai". Quando Maria dizia: "Eu sou a tua serva, faça-se em mim segundo a tua vontade" preparava aqui na terra a morada para Deus; de corpo e alma, tornou-se morada e assim abriu a terra ao céu.”

As solenidades da Assunção de Nossa Senhora ao Céu e da Imaculada Conceição (8 de Dezembro), são as grandes festas marianas da Igreja.

Fami e Paulo

sábado, 14 de agosto de 2010

Padre António Lobo em festa (das grandes)

Foto no Brasil, durante a Aliança de Amor de um grupo de jovens

A primeira Aliança de Amor de um português foi a do Padre António Lobo, que na altura era um jovem seminarista na Suíça. A sua Aliança de Amor foi realizada no Santuário Original há 51 anos. É com imensa alegria e profunda gratidão que vamos festejar esse acontecimento no Santuário de Aveiro, neste ano jubilar dos 50 anos de Schoenstatt em Portugal, no dia 22 de Agosto na missa das 17 horas. E mais...
No dia 5 de Setembro, também na missa das 17 horas, festejamos o seu jubileu de ouro sacerdotal. 50 Anos dedicados ao outro, no serviço a Cristo e à Igreja, realizando a missão à qual foi chamado na Obra de Schoenstatt. 
Estamos todos convidados a participar nas missas e nos momentos de convívio que se seguirão.
MP
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...