domingo, 30 de dezembro de 2012

Missa de Natal no Centro Tabor


No dia de Natal, o salão do Centro Tabor foi muito pequeno para acolher os fiéis que se reuniram, vindos de várias paróquias, para a celebração da Santa Missa. Muitos foram os que ficaram na sala da entrada e alguns só puderam ouvir, pois não já não conseguiram um lugar com vista para o altar. Foi num ambiente de festa que festejamos o nascimento de Jesus, o Menino-Deus. O Padre Carlos Alberto celebrou a Eucaristia rodeado dos jovens acólitos e de uma grande assembleia. Uma família levou o Menino Jesus para a manjedoura, colocando-o assim junto de Maria e José.


Como já é habitual nas missas de Natal, as vozes do coro, constituído por elementos do Ramo das Famílias, do Ramo das Mães e peregrinos do Santuário, foram acompanhadas por nove instrumentos musicais (de corda, sopro e teclas),  que formaram uma pequena "orquestra" improvisada para este dia. Ao longo do ano, dedicam-se a abrilhantar algumas missas. No dia de Natal, reuniram-se todos para cantar ao Menino-Deus e alegrar os corações de todos os que participaram.
No final da Santa Missa, foi dado o Menino a beijar. Uma tradição que vai passando de geração para geração e, especialmente, vai unindo gerações num só coração, numa só alma, numa só alegria.
 
MP 

Mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial da Paz

 

Cidade do Vaticano, 30 dez 2012 (Ecclesia) – Bento XVI está preocupado com os conflitos causados pelas “crescentes desigualdades entre ricos e pobres” e pelo “capitalismo financeiro desregrado”, causador de uma “mentalidade egoísta e individualista”, como realça a mensagem para o Dia Mundial da Paz.

 
“É indispensável” que as culturas de hoje superem critérios “meramente subjetivistas e pragmáticos, em virtude dos quais as relações da convivência se inspiram em critérios de poder ou de lucro, os meios tornam-se fins, e vice-versa, a cultura e a educação concentram-se apenas nos instrumentos, na técnica e na eficiência”, sustenta o Papa, num texto que prepara a celebração marcada para o primeiro dia de 2013.
As instituições culturais e universitárias da Igreja são chamadas a contribuir “não só para a formação de novas gerações de líderes, mas também para a renovação das instituições públicas, nacionais e internacionais”, aponta.
No documento intitulado ‘Bem-aventurados os obreiros da paz’, frase atribuída a Jesus no evangelho segundo São Mateus, Bento XVI sublinha a “necessidade de propor e promover uma pedagogia da paz” baseada numa “vida interior rica” e em “referências morais claras e válidas”.
O documento lembra que a paz também se consolida quando a legislação prevê “o direito ao uso do princípio da objeção de consciência face a leis e medidas governamentais que atentem contra a dignidade humana, como o aborto e a eutanásia”.
Na mensagem para o 46.º Dia Mundial da Paz, o Papa vinca que “a paz pressupõe um humanismo aberto à transcendência” mas alerta para os “fundamentalismos e fanatismos que distorcem a verdadeira natureza da religião, chamada a favorecer a comunhão e a reconciliação entre os homens”.
O Papa preconiza o “direito dos indivíduos e comunidades à liberdade religiosa”, que deve prever a possibilidade de “testemunhar a própria religião, anunciar e comunicar a sua doutrina” e promover “atividades educativas, de beneficência e de assistência que permitem aplicar os preceitos religiosos”.
“Infelizmente vão-se multiplicando, mesmo em países de antiga tradição cristã, os episódios de intolerância religiosa, especialmente contra o cristianismo e aqueles que se limitam a usar os sinais identificadores da própria religião”, observa Bento XVI.
Depois de salientar que a paz “é possível”, o texto refere a necessidade de ir mais além da “superfície das aparências e dos fenómenos” para observar “uma realidade positiva que existe nos corações”.
“Frequentemente, aos olhos do mundo, aqueles que confiam em Deus e nas suas promessas aparecem como ingénuos ou fora da realidade; ao passo que Jesus lhes declara que já nesta vida – e não só na outra – se darão conta de serem filhos de Deus e que, desde o início e para sempre, Deus está totalmente solidário com eles”, salienta.
Para Bento XVI “é necessário ensinar os homens a amarem-se e educarem-se para a paz, a viverem mais de benevolência que de mera tolerância”, na convicção de que a humanidade é, “em Deus, uma única família humana”.
O texto apela à “difusão duma pedagogia do perdão” e declara que “a Igreja está convencida de que urge um novo anúncio de Jesus Cristo, primeiro e principal fator do desenvolvimento integral dos povos e também da paz”.
RJM

Fonte: Agência Ecclesia
 
 
 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Preparação Natalícia!...


Para viver o Advento e reforçando o espírito da Missão Jubilar, a Liga das Mães do Movimento de Schoenstatt (da Diocese de Aveiro), organizou uma campanha com uma caixa de fósforos. As caixas foram ornamentadas e continham no seu interior 24 unidades de fósforos, uma pequena oração e uma surpresa!...
Propôs-se que em cada dia do Advento se acendessem as velas, utilizando um dos fósforos e se rezasse a oração. No Natal, descobriu-se a surpresa contida no interior da caixa.


Para se juntar e reforçar este espírito, aqui fica a oração:

"Mãe de Deus, dá-me o teu Filho pequenino!
Não O deixes nesse berço duro e frio, deita-O no berço do meu coração."
(Padre José Kentenich)

Ascensão Pata

Ceia de Natal da "família alargada" do Centro Tabor


O Centro Tabor é um lugar que está ao serviço de todos. A razão da sua existência é o Santuário da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt. É um local de recolhimento e de oração, onde Nossa Senhora distribui graças em abundância. Muitos dos que aqui chegam são unânimes em dizer: "Aqui é um pedacinho do Céu". Mas para que surja essa experiência nos corações é necessário também criar um ambiente agradável, um espaço que respira beleza.
  • Durante todo o ano há pessoas que dedicam as suas forças para cuidar do espaço à volta do Santuário: dos jardins, da mata, dos caminhos.
  • A Casa Padre Kentenich acolhe muitos grupos para retiros e encontros. Mas para isso há mãos que trabalham na limpeza, na lavandaria, na cozinha e em tudo o que uma casa precisa.
  • A Escola de Música tem sempre alguém para abrir a porta, para acolher as crianças e muitas vezes cuidar delas.
  • As pessoas vêm buscar uma lembrança do Santuário e sempre encontram a disponibilidade e uma palavra por detrás do balcão.
  • A Creche Jardim de Maria tem necessitado de muita ajuda de colaboradores que colocam tempo e talentos à disposição. 
Por detrás da vida que surge neste Centro de Espiritualidade estão pessoas que dedicam parte do tempo das suas vidas para servir o outro, para que muitos possam encontrar o "tal pedacinho do Céu". São os que ficam nos "bastidores", são os funcionários e colaboradores diretos do Centro Tabor, a família alargada que vive à sombra do Santuário.
A nossa gratidão a cada um deles manifestou-se na Ceia de Natal. Começamos com oração no Santuário e levamos o Menino-Jesus para um presépio da casa das Irmãs de Maria. Em ambiente de festa, tivemos momentos de convívio e alegria em família. 
As Irmãs de Maria e todo o Movimento agradecem a cada um pela dedicação e entrega nas tarefas que fazem com que nos sintamos sempre em casa.

MP

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Santuário de Schoenstatt de Aveiro - Dia de Natal

 
0 teu Santuário é para nós Belém,
agradável a Deus pelo raiar do sol.

Aí, virginalmente,
deste à luz o Senhor,
que te elegeu
para Mãe e Companheira;
na tua admirável fecundidade
trouxeste-nos o Sol de justiça.
 
Para que o nosso tempo
possa contemplar a Luz eterna,
benignamente, erigiste Schoenstatt;
como Portadora de Cristo enviada por Deus,
queres, a partir do Santuário,
percorrer o mundo em trevas.
 
Com alegria, submerge de novo
o Senhor na minha alma,
para que como tu, eu me assemelhe a Ele, em tudo;
torna-me portador de Cristo para o nosso tempo,
para que assim resplandeça
no mais claro brilho do sol.
 
O universo inteiro, com alegria,
louve o Pai na sua imensa gloria
e lhe tribute honra
por Cristo com Maria
no Espirito Santo,
agora e sempre. Amén.
 
(Livro "Rumo ao Céu", Ofício de Schoenstatt, P.José Kentenich)
 
 

terça-feira, 25 de dezembro de 2012




“O Verbo era a luz verdadeira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem.
(João, 1, 9)

Glória a Deus nas alturas - Mensagem de Natal


Quando o Senhor nasceu da Virgem Maria, os Anjos entoaram um hino: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade”.
Celebramos com alegria a vida da nossa salvação e redenção. A tradição faz deste tempo uma oportunidade para entoarmos hoje cânticos de louvor e glória ao Menino Deus, como os Anjos o fizeram outrora.

Ao longo do tempo de Advento fomos peregrinando espiritualmente para hoje nos reunirmos, em Família, nesta maravilhosa celebração de fé e de paz. Somos, por isso, convidados a percorrer o caminho de fé que viveram Maria e José, para adorarmos o Menino.Neste tempo de Natal, procuremos estar unidos a José, a Maria e de Jesus. Escutemos o que nos diz esse “silêncio” do Presépio, essa música muito doce, como um murmúrio de Deus que nos diz que é dentro de nós que Ele quer nascer!

O Papa Paulo VI, numa das suas alocuções, dizia que “Nazaré é a escola em que se inicia o conhecimento do Evangelho”. Na verdade, a Palavra de Deus está no centro deste tempo de festa, no centro da festa de Natal, pois “a Palavra de Deus fez-se carne e habitou entre nós”. Neste tempo de Missão, esta Palavra é a que nós hoje temos que anunciar ao mundo gritando bem alto que Ela é a paz.

Padre Carlos Alberto
(Director Diocesano do Movimento de Schoenstatt)

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012


«José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados».

domingo, 23 de dezembro de 2012

A Campanha da Mãe Peregrina deseja um Santo e Feliz Natal

  
Queridos missionários e famílias da Mãe Peregrina de Schoenstatt,
nesta Noite Santa queremos acolher no nosso coração o Deus-Menino que nasce para estar connosco e, em adoração no presépio, pedimos-lhe que nos renove na fé e no impulso missionário para podermos, na mão da nossa Rainha, a Mãe Peregrina, levar-l'O a todos os homens.
A Campanha da Mãe Peregrina agradece por toda a vossa colaboração para que seja possível continuarmos esta missão, à qual fomos chamados.
No Santuário de Aveiro, as Irmãs de Maria de Schoenstatt confiam à Mãe de Deus todas as vossas intenções e vossas famílias.
Cordialmente desejo-vos: UM SANTO E FELIZ NATAL!
 
Ir. M. Paula Leite,
Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt em Aveiro 



sábado, 22 de dezembro de 2012

Missa da Aliança de Dezembro de 2012 - O advento de Maria


No caminho para o presépio, já se ouvem os nossos passos. São passos missionários de uma vida em Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt.
Com Alegria partimos rumo ao Teu Santuário, O Teu Santuário é o nosso Belém, assim nos ensinou a rezar e a acreditar o nosso Pai e Fundador. Tal era a sua convicção que ele disse no dia de Natal: Jesus nasceu agora mesmo na pequena capelinha.
Especialmente nestes dias até ao natal, levamos ao Santuário todas as pessoas que trazemos no nosso coração, mas também aquelas que não têm fé, aquele vizinho que está doente ou familiar que está desempregado. Lembramos as crianças vitimas do massacre nos Estados Unidos e na China, rezamos pelas suas famílias e pelas famílias daqueles que praticaram estes atos, para que Jesus e Sua Mãe, de algum modo, os console e ampare, lhes dê fé ou a fortaleça.

De uma forma muito singela oferecemos a cada pessoa que visita o nosso Santuário pela primeira vez, uma dezena feita com o Capital de Graças da família de Schoenstatt neste ano missionário.
Com a alegria que era sentida pelas pessoas que “descobriram” a nossa capelinha e o carinho com que receberam o seu presente, o Padre Carlos Alberto convidou-nos a renovar a Aliança de Amor unidos a toda a família de Schoenstatt que caminha rumo ao centenário da Aliança.
 De seguida fomos «aquecer-nos», junto à Taça de Engling, onde queimámos o nosso Capital de Graças.
No final, fomos ao encontro do Pai, onde ele nos esperava mais uma vez, no seu quarto, para nos dar a sua Bênção e desejar-nos um Santo Natal.
Menino Jesus!
Ensina-nos a amar melhor,
Ampliar a nossa fraternidade,
Encorajar a construção do Teu reino,
Entusiasmar a revitalização da Igreja
Recriar a comunicação na Família,
Fortalecer o amor nos casais.
Sermos como Tu, Onde quer que estejamos!

São e Carlos Pedro 

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O Santuário de Aveiro - Rumo a 2014


No dia 18, o nosso Santuário ganhou um presente: o frontal internacional para o altar, com o logotipo do Jubileu 2014 e o lema "Tua Aliança, nossa missão" em muitas línguas. Algo muito simples, mas que nos une ainda mais como grande família internacional, uma vez que todos os Santuários receberam um frontal igual. Este é também o tempo de "Advento" para o grande jubileu da Aliança de Amor e, por feliz coincidência, ardiam 3 velas de Advento que poderiam muito bem representar o Triénio que estamos a viver. Terminando este ano de atividades, poderemos "acender" a quarta vela pelo Ano Jubilar que começa no dia 18 de Outubro de 2013.

MP

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012



Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra!”
(Lucas 1, 38)

Mensagem de Natal 2012 - Bispo de Aveiro

 
Com alegria, deixamos aqui a mensagem de Natal de D. António Francisco dos Santos, Bispo da nossa Diocese de Aveiro, em vídeo e em texto.
A Equipa do Blogue agradece a D. António Francisco a disponibilidade, ao longo do ano, de colaborar com os seus textos para este espaço. 
A nossa gratidão manifesta-se pela oração no Santuário, pedindo à Mãe nas suas intenções e especialmente pela fecundidade da Missão Jubilar. Um santo Natal!
 

“Vive esta Hora!”
 
Aproxima-se o Natal! São muitos os sinais, os gestos, as palavras e as vozes que nos falam de Natal.
Ao celebrarmos setenta e cinco anos da restauração da nossa Diocese de Aveiro, convido todos os diocesanos a viver este Natal, neste Ano da Fé, em espírito de Missão Jubilar. O Natal é Hora de Deus inscrita no relógio do tempo da Humanidade. “Vive esta Hora!”
É hora de percorrer os caminhos da nossa Diocese para ir ao encontro de todas as famílias, levando uma Palavra que nos traz notícias de Deus, nos fala da presença de Jesus no meio de nós, nos manifesta a beleza da Igreja e nos torna mais atentos, próximos e irmãos.
A Missão Jubilar é, assim, uma bela maneira de celebrar o Natal e de fazer do Natal de Jesus o Natal de todos nós.
Este mês vamos ler, escrever e anunciar a Palavra de Deus por toda a parte e sentir que ela nos envolve com a Sua ternura, nos conforta com o bálsamo da fé, nos anima com a fortaleza da esperança e nos guia com a luz da estrela de Belém.
Queremos descobrir a beleza do Dom que é Deus feito Palavra, escrever nas nossas ruas e praças e dizer uns aos outros palavras que nos falem de Deus. Palavras que nos tragam vida e felicidade. Que nos digam que é Natal para que, neste Natal, se reavive a esperança de um mundo melhor e desperte para todos um futuro de justiça, de bem-aventurança e de paz.
Temos, em Aveiro, em tempo de Missão Jubilar, razões acrescidas para vivermos e valorizarmos o Natal.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Um grande momento em família com a Rainha do Sim

 
No dia 8 de Dezembro foi um dia especial para nós. Comemorámos 25 anos de Aliança de Amor. Foi um momento de graças vivido por toda a família.
Agradecemos cada momento de toda a nossa vida:- as alegrias e as tristezas, mas sempre com a convicção plena de termos por companheira uma grande Aliada, Maria Mãe de Jesus e nossa Mãe.
Nesse dia quisemos convidá-La a ser a Rainha da nossa casa e da nossa família.  
Celebrámos esse momento coroando Maria como Rainha do Sim:
- Rainha do sim agradecido;
- Rainha do sim rezado;
- Rainha do sim empenhado na Missão que Deus colocou na nossa vida. 

Preparámo-nos entregando o nosso esforço e a nossa oração. Começámos por conquistar a base da coroa que simboliza o suporte da família e a nossa Aliança Matrimonial. Conquistámos o coração transparente, símbolo do nosso ideal de casal que é sermos transparentes de Deus na família e na sociedade. Em família conquistámos as duas medalhas de batismo das nossas filhas, que as simbolizam a elas, aos nossos netos e aos nossos genros. Terminámos com a conquista da Cruz símbolo Maior da nossa fé.
Imagem da Mãe Rainha do Sim

Queremos partilhar esse momento de graças e voltar a dizer hoje e sempre:
“Mãe do Sim,
Ensina-nos a dizer sim ao Pai
Em todos os momentos da nossa vida.
Que ele seja um sim generoso,
Forte, fiel, pleno de amor!”
Rainha do Sim aceita a coroa!

 Irene e Jorge, Liga das Famílias de Coimbra
 

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Uma placa com o nome do Padre Kentenich no lugar onde Jesus nasceu

 
O ano de 2014 e o lema internacional da peregrinação rumo ao jubileu da Aliança de Amor estão presentes – para sempre – a poucos passos do lugar onde Jesus nasceu. Começou com um simples gesto – um presente para um dos peregrinos missionários em um momento especial deste Advento missionário: uma placa com seu nome, na basílica da Natividade, em Belém. No nome, toda sua pessoa, com sua vocação e missão, está presente. O nome é um sinal. Ao lado do nome desta placa, se lê o lema: tua aliança, nossa missão. Uma ocasião e um convite para rezar por todos os missionários nesse lugar de graças, onde a pequenez e a simplicidade se tornam, para nós, o caminho – o melhor – escolhido por Deus para nos levar à plenitude da tarefa para a qual Ele nos criou e redimiu.
Quem, durante este Advento e Natal missionário, peregrina até Belém, sabe que 2014 já chegou. Já chegou em Belém, esse lugar escolhido por Deus para ser, para sempre, sinal da Sua promessa a todos os seres humanos, de todas as gerações – a promessa de Emanuel, o Deus connosco, o “Deus social e vinculado”, como alguém de outra fé o chamou recentemente.

 
Os Franciscanos, há séculos, são responsáveis por esse lugar santo – devido à ausência de uma presença forte de cristãos nativos naquele lugar, origem da Igreja – neste Advento e especialmente Natal, oferecem a seus aliados uma oferta para todos seus amigos. Celebra-se uma vigília, durante a qual são acesas velas na Basílica do Nascimento. Buscando o significado do lema gravado na placa, os responsáveis encontraram a página schoenstatt.org e ficarão tão impressionados que decidiram oferecer uma vigília de velas para os visitantes dessa página... e oferecer o envio de orações, por meio de um link exclusivo para Schoenstatt.

Uma placa especial será colocada ainda antes do Natal, uma placa com um nome: Pe. José Kentenich.
 
Os doadores não pertencem a Schoenstatt. São os encarregados por essa iniciativa para oferecer a milhares de cristãos que nunca podem visitar pessoalmente a Terra Santa. Escreve Ronny L. Musan: “O que temos lido sobre Schoenstatt e o seu Fundador tem-nos impressionado de tal forma que decidimos presentear uma placa com o nome do Padre Kentenich”.
Convidamos todos vocês a dar um click nos links oferecidos em schoenstatt.org – e ajudar a divulgar, para que muitos tenham a possibilidade de estar presentes em Belém, e para que muitos peregrinos rumo a Belém encontrem ali a Aliança de Amor, o Santuário, que é nossa Belém.


http://www.holylandwall.org/#!schoenstatt-products-spanish-/c13d9


Fonte: www.schoenstatt.org


Figuras do Advento - o Profeta Isaías


As leituras do Advento colocam-nos em contacto frequente com Isaías. É o profeta por excelência do tempo da espera.
Tudo deve ceder perante este visionário, emocionado pelo esplendor futuro do Reino de Deus inaugurado com a vinda de um Príncipe de paz e justiça.
O profeta é conhecido apenas pelas suas obras, mas estas são tão características que através delas podemos conhecer a sua pessoa.
Isaías viveu no século VIII A.C., numa época de esplendor e prosperidade. Raramente os reinos de Judá e Samaria haviam conhecido tal optimismo. No meio deste frágil paraíso, Isaías vai erguer-se valorosamente e realizar a sua missão: mostrar ao seu povo a ruína que o espera, devido à sua negligência.
Era originário de Jerusalém e pertencia a uma família de elevada posição social. Pensa-se que recebeu uma educação esmerada nas escolas de escribas e de "sábios" onde se formavam os funcionários da corte real. Conseguiu exprimir-se num estilo inovador, repleto de imagens e de imponência religiosa.
Numa linguagem poética, anuncia o Messias e canta o júbilo que faria estremecer as entranhas do seu povo. O nascimento do Emanuel, "Deus connosco", reconfortará um reino dividido pelo cisma de dez tribos.
Segundo Isaías, a única atitude fundamental é a fé, a renúncia a qualquer segurança baseada na política ou nas armas. Só a fé no Senhor pode salvar.
Mesmo nos momentos de maior perigo, Isaías promete a libertação a quem puser toda a sua confiança no Senhor. É o maior dos profetas messiânicos.
O Messias que anuncia é um descendente de David que fará reinar a justiça e a paz sobre a terra.

Nota: Texto retirado de um trabalho publicado no sitio da Diocese de Leiria - Fátima.

Fami e Paulo

Dia da Palavra


"A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco."
(São Mateus, 1)



 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Vigília JOVEM no Advento

 
No dia da Imaculada Conceição realizou-se a Vigília de Advento da Juventude de Schoenstatt. Este ano tivemos a alegria de ser precisamente no dia de Maria, a Imaculada. Vivemos um momento de oração que contrastava precisamente com a noite fria e escura que lá fora se fazia sentir. No Santuário, irradiava a Imaculada, pura e branca como a neve, onde se sentia uma temperatura amena.
Depois da introdução, tivemos a leitura da Bíblia sobre o momento da Anunciação, pois este mês a Missão Jubilar convidam-nos a meditar na "Palavra". Ouvimos palavras do Santo Padre que nos dizia: "«Evangelho» significa: Deus interrompeu o seu silêncio, Deus falou, Deus existe. Este facto enquanto tal é salvação: Deus conhece-nos, Deus ama-nos, entrou na história. Jesus é a sua Palavra, o Deus connosco."

 
Maria deu o seu "SIM" aos planos de Deus e continua hoje a sua missão. Ela continua a procurar albergue, corações que se abram para receber o seu filho Jesus. Queremos, como Ela, dar o nosso sim, assemelhar-nos a Ela o mais possível, para que Jesus possa ter, agora, a alegria de encontrar em nós os traços da jovem de Nazaré, a sua Mãe.
Uma "carta" de Maria a José sobre a festa de aniversário de Jesus nos dias de hoje, ajudou-nos a olhar para o nosso caminho de Advento e a meditarmos como queremos preparar o nosso coração para a vinda de Jesus. Por isso, numa atitude pessoal, escrevemos uma carta resposta a Nossa Senhora, a qual foi fechada com um selo de cera com a imagem da MTA ou a Cruz da Unidade, e entregamos para o Capital de Graças. 
 
MP
 
 

domingo, 16 de dezembro de 2012

Terceiro Domingo de Advento 2012


"Queremos um coração como o de Maria, que entregue a alegria recebida. Um coração alegre vive em misericórdia e enche de gozo a vida dos que o acompanham."
(Padre Carlos Padilla Esteban)

Neste terceiro Domingo de Advento, São João Baptista é novamente o protagonista. 
As palavras de João Baptista surpreendem. À pergunta “que devemos fazer?”, expressão de quem busca a felicidade, não responde com propostas radicais de abandono daquilo que se faz, mas propõe pequenas mudanças: partilhar o pouco que se tem com quem tem ainda menos, mostrar humanidade e compaixão para com os que estão sob a nossa autoridade. Mudar a vida não é apenas ter entusiasmos de generosidade ou pôr luzes e decorações natalícias para lembrar que é Natal, e que Jesus nasceu pobrezinho e nuzinho há dois mil anos. O empobrecimento involuntário deste tempo de crise demanda um outro, voluntário, em que damos o que não necessitamos para viver. Que alegria nascerá dessa opção?   
O dedo de João Baptista aponta aquele que é maior do que ele, e em quem podemos alegrar-nos. Alegramo-nos habitualmente com coisas, com experiências, com a vinda e o encontro de alguém querido. Mas São Paulo convida-nos a alegrar-nos “em Jesus”. Quer dizer, a encontrar n’Ele a alegria que não passa nem se gasta, a alegria da vida em união com Ele, da nossa vida transformada pelo seu amor. E a felicidade deixa de ficar dependente daquilo que nos falta (às vezes tantas coisas inúteis!) e torna-se o agradecimento daquilo que somos e de tanto amor que recebemos. É a felicidade de “fazermos o que devíamos fazer”, para lá da vitória ou da derrota. E a alegria é o seu fruto mais visível, o seu gesto mais eficaz!    
(Padre Vítor Gonçalves)



Queremos viver com alegria e não preocupados com a incerteza do futuro. Queremos alegrar-nos com as coisas simples da vida, sem comparações, sem cair na inveja que entristece, sem exigir nada.
Queremos olhar para o nascimento de Jesus Cristo que se aproxima e que nos promete uma alegria que nunca desaparecerá.
(Padre Carlos Padilla Esteban)

Nota: Este texto foi elaborado com base nos comentários à liturgia do 3º Domingo de Advento, do Padre Vítor Gonçalves, publicado na página da Conferência Episcopal Portuguesa e na homilia do Padre Carlos Padilla Esteban).

Fami e Paulo

Grande Apóstola em tamanho pequeno


A Beatriz é - literalmente - uma Apóstola de Maria. Neste Ano da Missão, a família de Aveiro e Coimbra tem como objetivo convidar pessoas a visitar o nosso Santuário, pessoas que vêm pela primeira vez. Queremos dar o Santuário como presente a todas as pessoas e para isso estamos a contribuir para o Capital de Graças com a nossa própria visita, rezando a oração do jubileu e uma Avé-Maria. Assim, por cada visita vamos conquistando as bolinhas que formarão dezenas de terços missionários, que foram rezadas e serão oferecidas a quem vem pela primeira vez ao Santuário. A entrega é feita nos dias 18. A Beatriz ainda é pequena, mas já é uma grande apóstola. Ela trouxe 8 crianças de Vagos ao Santuário, das quais a sua mãe é catequista, e mais alguns familiares das crianças. Nesse dia foram ao Santuário e à missa. No final, no Santuário, receberam a sua dezena e a Beatriz registou no livro essa visita. Apóstolos não se medem aos palmos, medem-se pelo amor e ardor da missão.
Hoje, a pergunta fica para cada um de nós: já levei alguém ao Santuário pela primeira vez?

MP

sábado, 15 de dezembro de 2012

Neste Natal ofereça a MÃE e o MENINO


Se ainda não tem o presente de Natal especial que gostaria de oferecer, pode adquirir no Centro Tabor a imagem da Mãe Peregrina de Schoenstatt, em acrílico. Na sua transparência fica bem em todos os lugares da casa e com todos os estilos. Um presente precioso e apostólico! 

CMP

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Encontro de Juventude Feminina de Schoenstatt de Aveiro


A juventude feminina de Schoenstatt reuniu-se, num encontro de dois dias, para receber e partilhar do impulso missionário do Ano da Missão. "Marcar a diferença!" - é objetivo e tarefa para este ano. Não é ser melhor ou pior que as outras, mas sim diferente. Uma diferença pelo ideal que se propõem seguir, um ideal que quer, simplesmente, MAIS: o mais alto, o mais longe, o maior. A consciência de que uma jovem schoenstattiana é muitas vezes "apontada" ou "acusada" de ser diferente, estranha, torna-se uma missão. Torna-te aquilo que és! Não ter vergonha de se mostrar assim como é, de manifestar as suas opiniões ou decidir segundo aquilo que acredita, os valores que quer conquistar na sua vida do dia-a-dia, na universidade, na escola ou com os amigos, na vida profissional. "Marcar diferença!" pela positiva, por uma vida com ideais, com metas a conquistar, com caminhos a percorrer e especialmente, uma vida em Aliança de Amor com a RTA. 


Muitas vezes pensamos que é mais difícil viver os ideais da juventude nos dias de hoje, por isso ouvimos, neste encontro, o testemunho de duas das primeiras jovens de Schoenstatt em Portugal. Cada época tem os seus desafios. A Fátima Dolores contou-nos sobre o início da JFS em Aveiro, especialmente sobre os esforços e aspiração séria que se fazia naquele tempo. A Ir.Eugénia, das Irmãs de Maria, que pertenceu ao primeiro grupo de jovens de Lisboa, contou-nos um pouco sobre o seu grupo "Primavera do Reino", mas depressa passou a outro tema que não deu mais para se desligar dele: o seu encontro com o nosso Pai e Fundador, quando ainda era uma jovem. Pudemos ver fotografias desse encontro. Nos dois testemunhos, sentimos a importância da JFS na vida de cada.
Outro impulso foi-nos transmitido por um vídeo sobre Bethany Hamilton, uma jovem surfista dos nossos dias que "marca a diferença", não porque é diferente fisicamente, pois um tubarão comeu-lhe o braço, mas porque marcou a diferença na maneira como superou, lutou com coragem, venceu toda essa situação e hoje é um testemunho vivo de que "a sua fé marcou a diferença".

 
Depois do almoço festivo que as jovens prepararam, tivemos um momento prático de convívio, em que cada uma fez um pequeno quadro com um presépio, usando a técnica Patchwork. Ficaram muito originais, um pequeno presente apostólico de Natal.
 
MP
 
 

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Passo a passo, qual é o meu "passo missionário" hoje?


Passo a passo, e especialmente neste ano, o advento é vivido pela Igreja, e por cada um de nós, como uma caminhada de fé.
Passo a passo, vamos a caminho de Belém, como José e Maria, como os pastores e como os magos do Oriente; vamos ao encontro de Jesus que nos guia com a Sua estrela, vamos com fé, vamos uns com os outros.
Passo a passo, é também Ele próprio que vem ao nosso encontro, caminha connosco e já vive no meio de nós. Por isso vamos, passo a passo, abrindo os nossos caminhos interiores para O descobrir já presente, e para que Ele nos visite sempre de novo.
Passo a passo, vamos pelos caminhos da nossa vida, pelos nossos desertos, vales e montanhas, vamos com as nossas alegrias, preocupações, anseios e vitórias, vamos com a nossa oração: vem, Senhor Jesus, dá-nos a tua luz e a tua paz, renova a nossa esperança.
Passo a passo, como Família de Schoenstatt, neste ano da missão e rumo ao 2014, somos chamados a fazer o nosso caminho de Advento com passos missionários. Dia a dia, é Nossa Senhora, Rainha da fé e da nova evangelização quem nos desafia, a cada um individualmente, ao nosso grupo ou à nossa Família: qual é o teu passo missionário hoje?
Passo a passo....
... aproximar-se de alguém que necessita de nós
... oferecer-nos a nós mesmos como presente
... partilhar os nossos bens
... estar mais perto de Deus, na oração e na Eucaristia
... pedir perdão e perdoar
... anunciar Jesus, levar a Sua luz e esperança
... dar espaço a Jesus na noite de Natal
... renunciar aos passos que nos desviam do Caminho
... levar alguém ao Santuário
... SER SANTUÁRIO VIVO: santuário ponte, santuário farol, santuário semente, santuário leme,
Tua aliança, nossa missão.

Padre José Melo
Diretor nacional do Movimento
 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Comemoração do aniversário de João Luis Pozzobon


Em atitude de Advento, atitude de espera e de preparação, atitude de renovação e anúncio profético, atitude de Maria no Magnificat, como milhares e milhares de missionários da Aliança de Amor peregrinamos rumo a Belém, onde a pequenez e a simplicidade nos são presenteados como o caminho – o melhor deles – escolhido por Deus para nos levar à plenitude d’Aquele que nos criou e redimiu.   Este Advento 2012 é Advento missionário - Advento do Ano da Fé, Advento no ano da corrente missionária, quando se sente o chamado de oferecer a aliança vivida – com alegria e humildade – como preciosa contribuição para a Igreja de nosso tempo.  É momento de nos perguntarmos como levar a Boa Nova, o Evangelho, ao homem de hoje, desde o mais sofisticado intelectual ao mais simples trabalhador do campo, tanto nas vilas como em novas sociedades e nações...  É neste Advento missionário que o olhar de muitos, nesta peregrinação missionária, se dirige a um homem simples e humilde, aquele que mais e mais pessoas chamam de ‘o santo da nova Evangelização’: João Luis Pozzobon, cujo aniversário de nascimento é comemorado neste 12 de Dezembro de 2012.

Simplicidade, humildade, serviço desinteressado: esse é o espírito que animou o “pobre peregrino e diácono” João Pozzobon, que se considerou e aspirou ser um “simples servo”, “instrumento” e “burrinho” da Mãe e Rainha... O mesmo espírito que deve reinar na Campanha e nos agentes da nova evangelização neste Advento missionário.  João Pozzobon teve que deixar o colégio depois de poucos anos de estudo, para trabalhar no campo.  Foi um trabalhador humilde, um leigo simples, que em seu momento soube captar o chamado de Deus e nunca mais deixou de cumprir a missão assumida... sem nunca cair na tentação do poder ou do medo.  A humildade e a simplicidade da Nova Evangelização podem ser cruciais nos momentos de enfrentar doutrinas complicadas, e devem estar refletidas na atitude de serviço de seus agentes quando também se encontrarem diante de situações de corrupção e lutas pelo poder.  O santo da nova evangelização fez surgir algo tão simples quanto eficiente.  Sendo simples, a Campanha está ao alcance de todos.  Tem como suporte a espiritualidade sólida e uma pedagogia eficiente, leva a concretizar a grande proclamação da Nova Evangelização.
Texto retirado do sitio:www.schoenstatt.org/pt
Fami e Paulo

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Segundo Domingo do Advento 2012


No segundo domingo do Advento, a liturgia falou-nos de São João Baptista:
O papel de João Baptista como Precursor é muito preciso: preparar os caminhos do Senhor (Isaías. 40,3). Deverá anunciar um baptismo no Espírito para a remissão dos pecados, um baptismo que será luz "para iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte" (Lucas 1,79), como dirá Zacarias, no cântico que entoou quando pôde falar. Conhece a sua missão e designa-se a si mesmo como "a voz que clama no deserto".
O sentido do seu papel fizeram de João Baptista uma figura sempre actual através dos séculos. Não se pode falar dele sem falar de Cristo, mas a Igreja não lembra nunca a vinda de Cristo sem lembrar o Precursor.
A Igreja e cada um de nós, tem como missão preparar os caminhos do Senhor, anunciar a Boa Nova.


Por ser o Domingo antes do "Dia da Palavra", da Missão Jubilar, a Bíblia teve lugar a um destaque especial:
"Iniciamos o Advento. Ao longo de quatro semanas vamos acolher a Palavra de Deus e viver esta pedagogia divina que nos prepara para celebrar o mistério do Natal.
Estamos voltados agora para a Missão 11, de Dezembro, pela preparação do Dia da Palavra, que tem sabor a Natal, acolhendo a beleza do Dom que é Deus feito Palavra. O Natal é esta Palavra de Deus para sempre dita à humanidade, porque o "Verbo de Deus de fez Homem" (João 1, 14).
(Excerto da mensagem de D. António Francisco para o Advento 2012)


A Missa foi preparada e animada pela Liga das Famílias, por ser este o segundo Domingo do mês. Os casais que celebram aniversário de matrimónio no mês de Dezembro, puderam renovar as promessas matrimoniais.

"Ocorrendo o aniversário da celebração do sacramento do Matrimónio, em que unistes as vossas vidas com um vínculo indissolúvel  desejais agora renovar diante do Senhor os compromissos que então assumistes."


"O Senhor vos guarde em todos os dias da vossa vida. Seja o vosso conforto na tristeza e auxílio na prosperidade, encha a vossa casa com a abundância das suas bênçãos."
(Pequenos excertos da renovação das promessas matrimoniais)

Fami e Paulo

Um dia vou falar de Ti - Hoje é o dia!!!


Gostamos muito das palavras. Sem as palavras a nossa vida seria monótona e solitária.
Precisamos de palavras que façam ponte entre pessoas… que sejam momentos felizes de diálogo … que revelem o rosto da verdade … que deem sabor à vida … que nos falem de Deus … que nos digam como é bom viver em comunidade … que nos tornem solidários e irmãos.
Hoje procuramos a beleza da Palavra de Deus. Nesta Palavra ouvimos a Sua voz e das nossas ruas e praças fazemos lugares novos e belos, que Deus escolhe para nos falar.
“Vive esta hora!” Vamos descobrir e comunicar, na Diocese de Aveiro, a beleza deste Dom que é Deus feito Palavra: “Um dia vou falar de Ti… Hoje é o Dia.”
A todos desejo um santo e feliz Natal.

António Francisco, Bispo de Aveiro 

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Início do Advento com Maria

 
No primeiro domingo do Advento, a Mãe Peregrina Auxiliar da diocese de Aveiro pôs-se a caminho, do Santuário de Schoenstatt até ao Santuário da Nossa Senhora do Socorro, paróquia de Albergaria-a-Velha, para participar da oração mensal que se realiza aí todos os primeiros domingos do mês, às 16 horas. Nossa Senhora foi acolhida pelo pároco, os missionários e muitos peregrinos, especialmente famílias que recebem a Imagem da Mãe Peregrina nas suas casas. Foi um momento intenso e profundo de oração, que nos ajudou a preparar o caminho de Advento. Refletirmos na "Palavra", pela leitura do Evangelho sobre o momento da Anunciação. Nossa Senhora, a Peregrina da Fé, quer ajudar-nos, ainda mais, nesta caminhada que a diocese de Aveiro, em Missão Jubilar, nos propõe para este mês, a descobrir e aprofundar a mensagem bíblica.

 
Abrimos o nosso coração para a Vinda do Salvador e pedimos a Nossa Senhora que traga de novo, hoje e aqui, o seu Filho às nossas famílias, ao nosso coração. Nessa esperança e confiança, mas também pelo nosso compromisso, meditamos em algumas virtudes da sua vida que são para nós exemplo a seguir, para que Jesus possa ter alegria em encontrar abrigo no nosso coração, alegria de encontrar de Maria em nós. Essas virtudes tomaram expressão visível em estrelas que nos lembram que Maria é a Estrela da Nova Evangelização, especialmente da Europa. Cada pessoa teve  oportunidade de escrever numa estrela os nomes daqueles para quem quer pedir a luz de Jesus neste Natal ou alguma situação que querem colocar no Milagre da Noite Santa.  As estrelas foram entregues a Nossa Senhora enquanto o coro, juntamente com todas as pessoas, cantava o hino da Mãe Peregrina. Foram distribuídas mais de 300 estrelas e todas foram entregues à Maria. As mesmas seguiram para o Santuário de Aveiro e serão queimadas no Capital de Graças de dezembro. Com alegria vivemos este momento de oração que foi conduzida pelo P.Dinis, a Ir.Paula e os missionários da Campanha da Mãe Peregrina. Como outrora, hoje Maria também vai à frente, abrindo as portas das famílias, de cada coração, para a chegada do seu Filho Jesus.

MP

Jovens portuguesas num encontro em Barcelona

 
No mês de Novembro, realizou-se no Santuário de Barcelona, Espanha, um encontro com dirigentes da JFS com o objetivo de continuar a preparar o grande Jubileu de 2014. Neste encontro ibérico participaram 16 jovens, 6 de Barcelona, 6 de Madrid e 4 portuguesas (3 de Aveiro e 1 do Porto), juntamente com as suas Assessoras. Em todo o mundo, as JFS está empenhada a dar a sua contribuição com a aspiração e ideias para a grande celebração. Esta geração 2014 procura deixar a sua marca internacional resultante de uma caminhada pelo "Cor unum in Patre". Sinal disso é este pequeno passo, um encontro com os países ibéricos que terminou, precisamente, com esta fotografia no quarto do nosso Pai e Fundador que se encontra por baixo do Santuário de Barcelona.


As jovens portuguesas aproveitaram um dia e meio depois do encontro para visitar o centro de Barcelona, ver e sentir a vida desta cidade.


Todos os pontos turísticos foram procurados e visitados, em primeiro lugar a Catedral de Barcelona.

MP

domingo, 9 de dezembro de 2012

A bicicleta e o Santuário de Schoenstatt

 
Os Santuários de Schoenstatt são notícias em todo o mundo e são notícia porque há uma vida gerada à sua volta, à volta de cada um. Mas, essas notícias surpreendem-nos sempre de novo pela originalidade ou ponto de vista.  É sempre uma alegria encontrar o Santuário nos mais variados círculos de pessoas. Uma certeza existe: Vida é a linguagem do Santuário.
Ontem, apareceu esta fotografia do Santuário de Schoenstatt de Aveiro num blogue, cujo tema é exclusivamente sobre bicicletas. Acompanhava a fotografia o seguinte texto, em português e inglês:
 
"Hoje é feriado religioso em Portugal, dedicado à Padroeira de Portugal. Por isso, nada melhor do que meditar... seja na vida ou no que entender. E nada melhor do que um local calmo e sereno como o Santuário de Schoenstatt, na Colónia Agrícola. É um templo mariano..."
 
MP
 

O Santuário Original no Advento

 
A árvore iluminada, junto ao Santuário Original, leva-nos a "quase sentir" a atmosfera de Advento que se experimenta dentro do Santuário. Ao longo destas semanas, enquanto se acendem as quatro velas, há muitas celebrações que pelas graças especiais nos ajudam, a todos nós, quer estejamos fisica ou espiritualmente unidos ao Santuário, no caminho para o presépio.

 

 
No início do mês a MTA foi saudada e homenageada através de costumes e símbolos da Índia, que vemos na primeira foto na moldura da Mãe e nesta última pela dança. Este Ano da Missão, o Santuário vive uma realidade de Cultura de Aliança internacional que se expressa em muitos símbolos.
 
 
MP 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...