segunda-feira, 31 de maio de 2010

Visitação de Nossa Senhora a Santa Isabel


Neste último dia do mês de Maio, celebra-se a visita que Maria fez a sua prima Isabel, que estava grávida daquele que viria a ser São João Baptista.
Para recordar esta data transcrevemos duas passagens belíssimas do Evangelho de São Lucas.
Exclamou Isabel ao ver Maria:

Bendita és Tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a Mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança saltou de alegria no meu ventre. Bem-Aventurada Aquela que acreditou, porque vai acontecer o que o Senhor lhe prometeu" (Lc 1, 42-45).

A resposta de Maria, viria a dar origem a uma das mais lindas orações da Igreja, o Magnificat:

A minha alma glorifica o Senhor
E o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador...

Passados todos estes séculos, o Magnificat permanece como a mais verdadeira e profunda interpretação da história, pois Maria acreditou. A sua fé levou-a a descobrir que os tronos dos poderosos do mundo são provisórios, enquanto o trono de Deus é a única rocha que não muda e não cai.

Fontes: Foto do Google e discurso do Papa Bento XVI em 31 de Maio de 2008.

Fami e Paulo

31 de Maio

31 de Maio - 3º Marco Histórico de Schoenstatt



Hoje dia 31 de Maio, comemoramos no Movimento Apostólico de Schoenstatt o 3º marco histórico que ocorreu, neste dia no ano de 1949.
A este marco histórico o nosso Pai e Fundador, Padre José Kentenich, atribuiu o lema “na força divina”.

No final desse dia, o Pai Fundador que então se encontrava em Santiago do Chile, dirigiu-se ao Santuário de Bellavista que tinha sido benzido poucos dias antes, acompanhado de um grupo de Irmãs de Maria, para depositar no altar do Santuário a primeira parte da carta que estava a escrever em resposta ao relatório da visitação à Obra de Schoenstatt, ordenada pelo Bispo de Tréveris (Diocese a que pertence o lugar de Schoenstatt).
Nesse momento, o P. Kentenich profere uma homilia (conhecida por prática ou homilia do 31 de Maio de 1949) sobre a importância da carta que estava a escrever e proclama uma cruzada pelo pensar, amar e viver orgânicos, contra o mecanicismo que se estava a difundir no Ocidente, sobretudo na Europa, designadamente na Alemanha, e também na Igreja. Essa cruzada deve irromper do Santuário de Bellavista e gerar uma corrente de vida que percorra toda a Família de Schoenstatt, até chegar à Europa, e ao próprio berço do Movimento, isto é, Schoenstatt. O Fundador dá este passo consciente de que vai correr riscos, não só ele mas toda a Obra, da magnitude dos que correra em 20 de Janeiro de 1942 (2º Marco da História de Schoenstatt, de que resultou a ida do P. Kentenich para o campo de concentração de Dachau).
De facto, as reacções dos Bispos alemães à carta do P. Kentenich levam a uma intervenção do Santo Ofício que impõe, em 1951, que o Pai Fundador suspenda as funções que exercia na Família e se afaste de Schoenstatt, acabando por ser mandado para Milwaukee, nos Estados Unidos da América, onde ficará até ser chamado a Roma, em Setembro de 1965. Aí se dará a total reabilitação do P. Kentenich, confirmada pelo Papa Paulo VI, em 22 de Outubro de 1965 (4º marco da História de Schoenstatt).

Nesta carta o Padre Kentenich defendeu num acto simbólico o mundo de Schoenstatt, especialmente o organismo de vinculações, perante as críticas do Bispo Auxiliar de Trevers e ao mesmo tempo convidou toda a família schoenstattiana a lutar por uma missão, considerando-a essencial para o futuro de Schoenstatt, da Igreja e do mundo.
Para entendermos melhor o essencial do 31 de Maio de 1949 temos que analisar o que procurava atingir com esta missão o Pai e Fundador:
Mentalidade orgânica contra uma mentalidade mecanicista.
Psicologia e pedagogia. Psicologia da causa primeira e segunda e sua relação mútua, com suas enormes consequências para a personalidade e o desenvolvimento do organismo natural e sobrenatural de vinculações.
Os dois pontos vitais para a construção do organismo de vinculações são:
A devoção mariana orgânica e a imagem paterna e sua inter-relação com a paternidade de Deus.

Consequências do 31 de Maio:
O 31 de Maio é uma missão “cruzada”.
Vivencia-se no capital de graças.
Procura-se encarnar o organismo de vinculações.
A grande missão do 31 de Maio é levar cada um à Igreja e ao Mundo.

Fontes: Schoenstatt.pt e Schoenstatt.de
 
Fami e Paulo

domingo, 30 de maio de 2010

Todos os caminhos vão dar...

ao SANTUÁRIO ORIGINAL em 2014

Na Praça de S.Pedro, em Roma, siga nesta direcção

Daqui já só faltam 260 passos. Está perto!

Partindo do nosso Santuário de Aveiro, inicia uma peregrinação de 2.131 km

Em qualquer local no mundo encontrará estes indicadores que não falham nem direcção nem distância. De todos os pontos do mundo para a grande festa do Jubileu2014, em Schoenstatt.

Solenidade da Santíssima Trindade


Bendito seja Deus Pai
Bendito seja o Filho Unigénito
Bendito o Espírito Santo,
Pela sua infinita misericórdia.

A Igreja celebra hoje a solenidade da Santíssima Trindade, Pai Filho e Espírito Santo. Nesta solenidade não somos convidados a decifrar o mistério que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”, mas sim um convite a contemplar Deus que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor.
Na Solenidade da Santíssima Trindade, somos convidados a contemplar o amor de um Deus que nunca desistiu dos homens e que sempre soube encontrar formas de vir ao nosso encontro, de fazer caminho connosco. Apesar de os homens insistirem, tantas vezes, no egoísmo, no orgulho, na auto-suficiência, no pecado, Deus continua a amar e a fazer-nos propostas de vida. Trata-se de um amor gratuito e incondicional, que se traduz em dons não merecidos, mas que, uma vez acolhidos, nos conduzem à felicidade plena.
A vinda de Jesus Cristo ao encontro dos homens é a expressão plena do amor de Deus e o sinal de que Deus não nos abandonou nem esqueceu, mas quis até partilhar connosco a precariedade e a fragilidade da nossa existência para nos mostrar como nos tornarmos “filhos de Deus” e herdeiros da vida em plenitude.
A presença do Espírito acentua no nosso tempo – o tempo da Igreja – essa realidade de um Deus que continua presente e actuante, derramando o seu amor ao longo do caminho que dia a dia vamos percorrendo e impelindo-nos à renovação, à transformação, até chegarmos à vida plena do Homem Novo.

sábado, 29 de maio de 2010

Mensagem de Bento XVI sobre a visita a Portugal


O Papa Bento XVI, escreveu a D. Jorge Ortiga, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa a agradecer a maneira como decorreu a sua visita ao nosso país.
Esta mensagem acaba por ser dirigida a todo o povo português que contribuiu decisivamente para tornar esta visita no grande êxito em que se tornou, quer pela simpatia e simplicidade do Santo Padre, quer pela mensagem que nos transmitiu nesses dias.

Regressado a Roma, voltam-me à mente os momentos felizes vividos durante a minha Visita a Portugal, que me brindou com um caloroso acolhimento e um grande testemunho de fé. Queira Deus, na sua grande generosidade, recompensar o Senhor Arcebispo com todos os colaboradores e benfeitores que se lhes associaram para permitir a digna realização dos sucessivos encontros com as diversas componentes do povo de Deus.
Peço-lhe para, na sua qualidade de Presidente, fazer-se intérprete do meu vivo apreço e gratidão aos membros dessa Conferência Episcopal pelo zelo e empenho postos na preparação e realização desta minha Visita Apostólica, nomeadamente a D. Carlos Alberto de Pinho Moreira Azevedo, coordenador geral da mesma e Presidente da Comissão Episcopal de Pastoral Social, a D. Manuel José Macário do Nascimento Clemente, Presidente da Comissão Episcopal da Cultura, e a D. António Francisco dos Santos, Presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios.
Pude no Santuário de Fátima sentir ao meu redor as várias dioceses de Portugal guiadas pelos respectivos Pastores: foi para mim uma grande alegria saudá-los um a um na Casa de Nossa Senhora do Carmo, como o foi abraçar com os olhos a imensa e vibrante multidão de fiéis na celebração eucarística do dia 13 de Maio sob o olhar de Nossa Senhora de Fátima. Que Ela vele, guie e proteja os passos de todo o povo português por sendas de fé viva, esperança segura e caridade solidária!
Reconhecido, retribuo todas as gentilezas recebidas, confiando a Deus as comunidades diocesanas de Portugal comprometidas num renovado anúncio do Evangelho, enquanto de coração concedo uma especial Bênção Apostólica.

Vaticano, 19 de Maio de 2010.

Benedictus PP XVI.

Fami e Paulo

Fonte: Texto: Agência Ecclesia e foto: Site Bento XVI em Portugal.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

O Padre Kentenich está em Roma


Crónica:
24.05.2010 - O Pe.Kentenich chegou a Roma!

Depois de 45 anos, o Pe.Kentenich chega novamente a Roma, vindo de Milwaukee, U.S.A., para ficar em Belmonte, junto ao Santuário Matri Ecclesiae, o Santuário Internacional de Schoenstatt em Roma, precisamente no terreno que ele visitou em 1965.


Para comemorar e assinalar os 100 da Ordenação Sacerdotal do nosso Pai e Fundador no Ano Sacerdotal, a Família de Schoenstatt de Milwaukee presenteia os peregrinos de Belmonte com uma estátua, em bronze, do nosso pai-sacerdote. Em todo mundo, esta vai sendo uma forma de tornarmos mais presente o nosso Pai e Fundador no nosso meio, na Igreja e mundo. No dia 11 de Junho poderemos finalmente ver a estátua que será apresentada festivamente no encontro dos sacerdotes reunidos em Belmonte para o encerramento do Ano Sacerdotal.


As estátuas do nosso Pai e Fundador, que vão aparecendo em todo o mundo, têm a característica de se assemelhar o mais possível à sua figura física, ou seja, nas medidas e nas expressões.


Muitas são as manifestações de carinho e de encontro da geração de hoje com o nosso Pai e Fundador simbolizado na estátua.

MP

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Música "COROA"


Em 2002, a Escola de Música do Centro Tabor de Schoenstatt coroou a Mãe Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt como Rainha da Paz. Todos os alunos participaram na celebração eucarística com músicas e oferecendo coroas de flores à Nossa Senhora. Desde então, todos os anos a data é recordada com uma pequena celebração organizada e animada pelos alunos da escola de música.


Também desde essa data que durante o ano lectivo, todos os alunos têm oportunidade de levar para as suas casas uma Mãe Peregrina de forma a proporcionar a todos, pais e alunos, momentos de oração com a MTA.
Este ano a data é celebrada sexta-feira, dia 28 de Maio pelas 19 horas no Santuário de Schoenstatt de forma um pouco diferente. Todos estão convidados a aparecer.

BEATRIZ (aluna da escola de música)

Pensamentos de Maio

Maria é realmente a Mãe de nossa vida divina, através do desempenho de sua tríplice tarefa: ao pé da cruz contribuiu para gerar-nos e merecer-nos a vida divida; nutre-a constantemente como medianeira de todas as graças e educa-nos para que nos tornemos perfeitas imagens de Cristo, em todas as situações da vida, capazes de ir com Ela ao calvário e deixar-nos crucificar. Maria é e permanece a Mãe Três Vezes Admirável.       



Fonte: Viver com Maria 365 dias. Colectânea de pensamentos do Pe. José Kentenich.
Foto: Imagens do Google

Pequenos Cantores do Santuário


Pequenos cantores durante um ensaio

Pequenos Cantores do Santuário


Convidamos todas as Crianças dos 4 aos 10 anos, para participar no coro... “Pequenos Cantores do Santuário”.

Dinamizaremos a Santa Missa do 3º Domingo de cada mês...

Vamos aprender a amar JESUS... cantando!

Nesses Domingos convidamos todas as Crianças presentes a acercarem-se do Altar... teremos lugares reservados...

Os ensaios serão aos sábados, das 17.00h às 18.00h.

Tragam um ‘amigo’ e muita vontade de cantar a Jesus, Nosso Senhor!



Está quase pronto...

As dinamizadoras

(Fátima Dolores V. Rocha -Educadora de Infância) (Carla Lourenço -Professora de Música)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

video
O casal de Lisboa, Eugénia e Pedro Ricciardi, falam-nos a partir da Casa Padre Kentenich, em Schoenstatt, no 2º dia do Congresso Europeu das Famílias.

Filme: Schoenstatt-TV

Congresso Europeu das Famílias de Schoenstatt

Enquanto aguardamos alguns ecos - em português - do Congresso Europeu das Famílias de Schoenstatt, deixamos ficar aqui algumas fotografias dos portugueses:

O Pe. Francisco Sobral "em acção"

Participação de Lisboa

e de Coimbra
a Bernardete e o Rui

Fotos: Site Internacional de Schoenstatt

terça-feira, 25 de maio de 2010

Pensamentos de Maio

Mãe, fazei que Cristo brilhe em nós com maior claridade, une-nos em santa comunidade, sempre pronta para cada sacrifício, como o requer nossa santa missão. 




Fonte: Viver com Maria 365 dias. Colectânea de pensamentos do Pe. José Kentenich.
Foto: Imagens do Google



Terço rezado com o computador

A oração do Terço passou a estar disponível através da Internet, podendo ser transferida para computadores e leitores de áudio digitais, possibilitando deste modo a sua audição em qualquer hora e lugar.
Versão Online Infantil
Versão Online Juvenil
Versão Online Geral

A iniciativa foi lançada pela diocese do Porto no âmbito da “Missão 2010”. O “Terço digital”, que tem por lema “Com Maria todos os dias”, oferece três modalidades: a “Online” serve para audição imediata através de ligação contínua à Internet, a “Desktop” permite a transferência dos ficheiros para audição diferida, enquanto que a versão “PDA”, a disponibilizar em breve, possibilita a leitura em agendas electrónicas.
Por agora, a oração é igual em todos os dias da semana, consistindo no encadeamento do Pai-nosso, Ave-maria, Glória e Credo, acompanhado por música sacra e pela indicação gráfica da evolução do Terço, em que as contas do rosário real são substituídas por pontos que mudam de cor à medida que a prece vai sendo rezada.
As meditações, que vão assegurar a diferenciação dos Mistérios, já foram elaboradas pela Pastoral diocesana da Saúde, pelo que se aguarda a sua introdução até ao fim do mês, podendo ser seguidas por textos adaptados ao calendário litúrgico e ao tema da “Festa”, que em Junho vai marcar a “Missão 2010”.

http://www.diocese-porto.pt/tercodigital/index.shtml

A visita de Bento XVI a Portugal vista por ...


Marcelo Rebelo de Sousa

De um artigo publicado no site da Agência Ecclesia, em que a visita do Papa Bento XVI a Portugal é analisada por Marcelo Rebelo de Sousa, retirámos os seguintes excertos:
“Bento XVI surpreendeu os portugueses pela sua capacidade de se fazer próximo e apontar caminhos de diálogo. Esta capacidade foi uma surpresa para muitos que não acompanham o percurso do actual Papa.”

No encontro com as personalidades do mundo da cultura, muitos terão percebido uma evidência:
“Os católicos têm as suas verdades, mas vivem num mundo com outras verdades e por isso têm que dialogar. Muitos terão ficado surpreendidos com esta afirmação do Papa, mas que corresponde ao que ele sempre tem dito. É preciso dialogar com outros crentes, com não crentes, sempre na base de uma visão personalista da vida e da sociedade.”

Marcelo Rebelo de Sousa explica que o Papa tem uma noção muito clara da transformação social e cultural que o mundo atravessa. Sabe por isso, que a Igreja já não é a maioria que era antigamente.
"Habituados a ser uma maioria, o país e em especial Lisboa, descobriu-se uma minoria. É de facto a maior minoria religiosa, mas minoria ainda. Viu-se no referendo sobre a despenalização da interrupção da gravidez, onde se percebeu que as pessoas não votaram consoante valores cristãos."

Assinala o professor, ser preciso mudar a evangelização, feita agora com outros meios.
"Através da comunicação social, com a presença nas escolas, com outra presença na política, com o mundo da cultura, como o Papa referiu aos Bispos portugueses e também por outra via que é o aprofundamento da fé. A fé adquirida por herança é curta. Não chegam as respostas que se dão apontando "foi sempre assim, sempre fomos educados assim", porque faltam respostas para as grandes questões do nosso tempo."

O Papa Bento XVI sabe que "é mais difícil ser hoje católico hoje do que o era há 50 anos mas este é o apelo que faz, dirigido especialmente aos mais novos.

Fazendo um balanço global, escreveu o professor Marcelo:
"A visita de Bento XVI não podia ter corrido melhor. Excedeu as expectativas em tudo, a participação dos católicos, mesmo aqueles que não integram a comunidade dos católicos mas encontram uma matriz cristã na sua formação."

Como mais marcante Marcelo Rebelo de Sousa assinala:
"A humildade de Bento XVI, reconhecendo que a fé é uma graça que não vai contra a razão, mas vai além da própria razão. Esta certeza não vem de um prático, nem de um lutador da acção social, mas vem de um intelectual de gabinete. Bento XVI descobriu, depois de um percurso a estudar e a filosofar, que o mais importante é estar atento aos sinais dos tempos, à capacidade de descobrir a fé e vivê-la."

Dada a importância que habitualmente os comentários de Marcelo Rebelo de Sousa assumem no nosso país, quisemos assim mostrar algumas das suas opiniões acerca da visita de Bento XVI a Portugal.

Fami e Paulo

Fontes: Texto - Agência Ecclesia; Foto - Google.

Um OBRIGADO especial dos jovens

video

"May Feelings III" é o vídeo lançado por um grupo de universitários espanhóis para o mês de Maio 2010,  incentivando à oração do terço. É um novo convite e desafio que nos fazem neste Ano Sacerdotal.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pensamentos de Maio

Porque deseja Jesus que Sua Mãe seja honrada e amada por todas as criaturas? A resposta é sempre a mesma: porque corresponde aos planos do eterno Deus Pai.



Fonte: Viver com Maria 365 dias. Colectânea de pensamentos do Pe. José Kentenich.
Foto: Imagens do Google


Mário Hiriart no Mundial de Futebol



Para a vinda do Santo Padre a Portugal, os jovens lançaram a iniciativa "Eu acredito!" É claro, eu acredito em Jesus! Hoje vemos já por todo o lado "Eu acredito na selecção!" E apercebemo-nos que o mundial de futebol começará em breve. Na África do Sul ninguém pode ficar indiferente a este acontecimento, nem mesmo a Igreja. Dê uma espreitadela neste site e pode ver as tácticas dos santos, o toques de bola à Cristiano Ronaldo de um bispo (em vídeo), os estádios onde tem entrada grátis, os cartões que lhe poderão ser mostrados.
Pode ver aqui:
Schoenstatt também entra em campo. Já lá podemos encontrar o herói schoenstatteano Mario Hiriart, o servo de Deus candidato aos altares, o apóstolo dos jovens que morreu aos 33 anos. Para ele o futebol era uma paixão como escreveu no seu diário:
"Madrecita, para mí el fútbol no es sólo un entusiasmo, ha llegado a ser una pasión".
Ele que tinha uma saúde muito débil, com várias operações em criança que o impediam de jogar futebol, o seu desporto preferido. Por isso tornou-se árbitro nos campeonatos do colégio. E mais tarde era o organizador dos campeonatos de futebol na Acção Católica.
Um grupo chileno de jovens lança-nos a todos um desafio:

Por jogos nobres e limpos
 Por arbitragens justas para todos
Por festas de paz e alegria nos estádios

Santuário de Schoenstatt na Cidade do Cabo - Africa do Sul

Na Cidade do cabo, onde Portugal jogará a 21 de Junho, não deixe de visitar o Santuário de Schoenstatt.
MP

domingo, 23 de maio de 2010

Cenáculo em Fátima


"Não há (...) Igreja sem Pentecostes. E gostaria de acrescentar: não há Pentecostes sem a Virgem Maria. (...) Fui disso testemunha, há poucos dias, em Fátima. Com efeito, o que viveu aquela imensa multidão na esplanada do Santuário, onde todos éramos um só coração e uma só alma, se não um renovado Pentecostes? No meio de nós estava Maria, a Mãe de Jesus."

Bento XVI (Durante a oração do Angelus, 23 de Maio de 2010)

 

Dia de Pentecostes


“O Espírito Santo encheu a terra inteira.
Ele, que abrange o universo, conhece toda a palavra.”
(Livro da Sabedoria, 1,7)

Pentecostes (o quinquagésimo dia) é uma das celebrações importantes do calendário cristão e comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo.
De harmonia com a promessa de Jesus, o Espírito Santo, manifestando a Sua presença sob os sinais sensíveis do vento e do fogo, desce sobre os Apóstolos, transforma-os totalmente e consagra-os para a missão, que Jesus lhes confiara.
Com este Baptismo no Espírito Santo, nascia assim, oficialmente a Igreja. Nesse dia, homens separados por línguas, culturas, raças e nações, começaram a reunir-se no grande Povo de Deus, num movimento que só terminará com a vinda final de Jesus.
O Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa e no décimo dia após a Ascensão.
O Pentecostes é historicamente ligado à festa judaica das colheitas, que celebra a entrega dos Dez Mandamentos no Monte Sinai, cinquenta dias após o Êxodo do Egipto.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João:

Na tarde daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco». Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor. Jesus disse-lhes de novo: «A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós». Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos».

Espírito Santo é o nome próprio Daquele que adoramos e glorificamos com o Pai e o Filho. A Igreja recebeu este nome do Senhor e professa-o no Baptismo dos seus novos filhos. O termo”Espírito” traduz a palavra hebraica “Ruah” que, na sua primeira acepção, significa sopro, ar ou vento. Jesus utilizou precisamente a imagem sensível do vento para sugerir a Nicodemos a novidade transcendente Daquele que é precisamente o Sopro de Deus, o Espírito Santo.
O Espírito Santo pode ser representado por vários símbolos, entre os quais se destacam:
Água, fogo, nuvem, luz e a pomba.
O Espírito Santo tem sete dons:
A Sabedoria, o Entendimento, o Conselho, a Fortaleza, a Ciência, a Piedade e o Temor a Deus.

Sobre o Espírito Santo disse o Papa Bento XVI na celebração das vésperas com movimentos eclesiais e novas comunidades em 03 de Junho de 2006:
“Nesta Vigília de Pentecostes, nós perguntamo-nos: quem ou o que é o Espírito Santo? Como podemos reconhecê-lo? De que modo vamos a Ele e Ele vem a nós? O que realiza?
Uma primeira resposta recebemo-la do grande hino pentecostal da Igreja, com o qual começamos as Vésperas: “Vem, Espírito Criador …”. Aqui o hino refere-se aos primeiros versículos da Biblía que, com o recurso a imagens, exprimem a criação do universo. Ali afirma-se, sobretudo que acima do caos, sobre as águas do abismo, pairava o Espírito de Deus. O mundo em que vivemos é obra do Espírito do Criador. O Pentecostes não é apenas a origem da Igreja e por isso, de modo especial, a sua festa. O Pentecostes é também uma festa da criação. O mundo não existe por si mesmo, provém do Espírito criativo de Deus, da Palavra criadora de Deus.”

Na homilia de Pentecostes em 4 de Junho de 2006, disse o Santo Padre Bento XVI:

O Espírito Santo, ao contrário, torna os corações capazes de compreender as línguas de todos, porque restabelece a ponte da comunicação autêntica entre a Terra e o Céu. O Espírito Santo é Amor. Mas como entrar no mistério do Espírito Santo, como compreender o segredo do Amor? A página evangélica conduz-nos hoje ao Cenáculo onde, tendo terminado a última Ceia, um sentido de desorientação entristece os Apóstolos. A razão é que as palavras de Jesus suscitam interrogativos preocupantes: Ele fala do ódio do mundo para com Ele e para com os seus, fala de uma sua misteriosa partida e há muitas outras coisas ainda para dizer, mas no momento os Apóstolos não são capazes de carrregar o seu peso (cf. Jo 16, 12). Para os confortar explica o significado do seu afastamento: irá mas voltará; entretanto não os abandonará, não os deixará órfãos. Enviará o Consolador, o Espírito do Pai, e será o Espírito que dará a conhecer que a obra de Cristo é obra de amor: amor d'Ele que se ofereceu, amor do Pai que o concedeu. É este o mistério do Pentecostes: o Espírito Santo ilumina o espírito humano e, revelando Cristo crucificado e ressuscitado, indica o caminho para se tornar mais semelhantes a Ele, isto é, ser "expressão e instrumento do amor que d'Ele promana".
Reunida com Maria, como na sua origem, a Igreja hoje reza: "Veni Sancte Spiritus! Vem, Espírito Santo, enche os corações dos teus fiéis e acende neles o fogo do teu amor!".

Todos ficaram cheios do Espírito Santo e proclamavam as maravilhas de Deus. Aleluia.

Fontes: Catecismo da Igreja Católica, Secretariado Nacional da Liturgia e Wikipédia.
Foto: Imagens do Google

Fami e Paulo

Pensamentos de Maio

Deus influiu em nosso coração profundo anseio pela mãe para, através dela, apontar a Mãe Celestial e conduzir-nos ao seu coração. 


Fonte: Viver com Maria 365 dias. Colectânea de pensamentos do Pe. José Kentenich.
Foto: Imagens do Google


Vem Espírito Santo

Ontem, pelas 21h, foi tempo dos jovens se reunirem no Santuário para mais uma Vigília Jovem. Desta vez imploramos os dons do Espírito Santo e reflectimos sobre a importância de cada um deles.


Foi um tempo para reflectir, cantar, rezar, partilhar. Certamente foi também tempo para pedir uma graça em especial.
Depois da reflexão pessoal entregamos os nossos anseios e pedidos ao Capital de Graças e em seguida cada um de nos acendeu uma pequena vela na Vela Jubilar (às vezes com a ajuda de um fósforo!!!).



A companhia da nossa queria MTA faz-se sempre notar e a Ela agradecemos a presença do Seminarista David Brählera quem desejamos boa viagem, já que em breve vai partir para a Alemanha e para mais um tempo de formação. Que a MTA esteja sempre com ele.



Nesta vigília de oração esteve também presente um casal da Liga das Famílias, pois o Santuário esteve aberto 24h para a grande vigília de Pentecostes e havia muitas pessoas no Santuário em oração.



No final houve ainda tempo para rezarmos a oração que nos vai ajudar a "tomar portugal de assalto" e a colar muitos Santuários no nosso mapa. =)


Margarida

Como um filho


Senhora Nossa
e Mãe de todos os homens e mulheres,
aqui estou como um filho
que vem visitar sua Mãe
e o faz na companhia
de uma multidão de irmãos e irmãs.

Como sucessor de Pedro,
a quem foi confiada a missão
de presidir ao serviço
da caridade na Igreja de Cristo
e de confirmar a todos na fé
e na esperança,
quero apresentar ao vosso
Coração Imaculado
as alegrias e esperanças
e também os problemas e as dores
de cada um destes vossos filhos e filhas,
que se encontram na Cova da Iria
ou nos acompanham de longe.

Mãe amabilíssima,
Vós conheceis cada um pelo seu nome,
com o seu rosto e a sua história,
e a todos quereis com
a benevolência maternal
que brota do próprio coração de Deus Amor.
A todos confio e consagro a Vós,
Maria Santíssima,
Mãe de Deus e nossa Mãe.
(...)

(da oração do Papa Bento XVI na Capelinha das Aparições, 12 Maio de 2010)

O Papa e o Pai e Fundador em Portugal

O Santo Padre na Igreja na Santíssima Trindade

Conseguido! No meu 3º encontro com o Papa Bento XVI não podia faltar aquele que nos outros dois levei comigo: o nosso Pai e Fundador. Desta vez, porém, foi um sentimento especial, um certo orgulho porque aconteceu precisamente em Portugal. O meu objectivo era que o Santo Padre visse o cartaz duplo com a foto do nosso Pai-sacerdote e isso foi conseguido. Como poderia deixar de ver, se o cartaz estava precisamente no seu caminho?
Foi na Igreja da Santíssima Trindade, no encontro com os consagrados. Estávamos uns 9000 e poucos foram os que tiveram o privilégio de ver o Papa caminhar no corredor central. Os lugares foram por ordem de entrada e não dava para escolher. Fiquei precisamente junto ao corredor central. Sorte?
Pode ter sido, mas acredito que foi uma resposta do céu ao grande anseio que eu tinha de garantir que o Papa visse a fotografia do nosso Pai e Fundador com a inscrição: Dilexit Ecclesiam! 
Em dois momentos, a pouco mais de um metro de mim, na procissão de entrada e de saída, entre mim e o Santo Padre só estava o nosso Pai e Fundador. Com certeza alegrou-se com este gesto, pois o Papa Bento XVI conhece muito bem Schoenstatt e o seu Fundador.
A dois meses de celebrarmos o centenário da ordenação sacerdotal do Pe.Kentenich, ecoa em nossos corações, de modo especial, a consagração dos sacerdotes ao Coração Imaculado de Maria pelo Santo Padre. 
Sabemos da importância da consagração do nosso Fundador a Nossa Senhora, de tal modo que ele afirmou que tudo deve a ela. Um caminho sacerdotal em Aliança de Amor com a Mãe de Deus. "No caminho de fidelidade, amados sacerdotes e diáconos, consagrados e consagradas, seminaristas e leigos comprometidos, guia-nos e acompanha-nos a Bem-aventurada Virgem Maria. Com Ela e como Ela somos livres para ser santos" (Bento XVI)
MP

sábado, 22 de maio de 2010

Vem Espírito Santo!

Depois de Portugal, Schoenstatt em Roma

Depois da visita do Santo Padre a Portugal, milhares de pessoas quiseram demonstar o seu apoio ao Papa Bento XVI, ser solidarios com ele, e juntaram-se em grupos na praça de S.Pedro. A Família de Schoenstatt da Itália não podia faltar, representando a Família de Schoenstatt Internacional, cada um de nós.

De Portugal para a Croácia - passando por Schoenstatt


Durante 3 meses - Fevereiro, Março e Abril - a Auxiliar da Europa viajou por terras portuguesas.
No dia 3 de Maio a Ir.Mónica levou a Imagem Auxiliar para Schoenstatt, e no Santuário Original entregou-a à Ir.Ramona que a levou para a Croácia.

A Auxiliar da Europa na Capela do nosso Pai e Fundador depois da viagem por Portugal.
MP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...